Mundo

Holandês que inventou a cassette áudio morreu aos 94 anos

epa09067675 (FILE) Dutch engineer Lou Ottens poses with a cassette tape in Eindhoven, the Netherlands, 23 January 2013. Ottens, the inventor of the cassette tape has died at the age of 94 at his home in Duizel village, the Netherlands. EPA/JERRY LAMPEN

Lou Ottens, engenheiro holandês que mudou a indústria musical com a invenção da cassette áudio portátil, e que rivalizou com a Sony no lançamento do disco compacto (CD), morreu aos 94 anos, anunciou a Philips.

“Lou era um homem extraordinário que amava tecnologia, embora as suas invenções tivessem um começo modesto”, referiu em comunicado a empresa holandesa, para a qual Ottens trabalhou durante décadas.

Frustrado com o grande tamanho das bobinas do “magnetófono”, sistema de registo áudio desenvolvido pela Philips, Ottens dedicou-se durante anos a desenvolver uma versão portátil, o que viria a conseguir em 1962 com a cassette.

“A cassete foi inventada por enfado com o gravador que já existia, foi tão simples como isso”, disse Ottens numa entrevista à imprensa holandesa.

A pequena dimensão da cassette tornou a música, pela primeira vez, facilmente portátil, além de dar a uma nova geração a possibilidade de combinar vários registos, com compilações das suas músicas preferidas.

Entre a década de 1960 e 1980, 100 mil milhões de cassettes foram vendidas em todo o mundo.

Também sob liderança de Ottens, a Philips lançou-se então numa corrida com a japonesa Sony para o desenvolvimento de outra tecnologia audio revolucionária, o CD.

Mas no caso do disco compacto, foram os japoneses os pioneiros, tal como no leitor portátil de cassettes (`walkman´), algo que o próprio Ottens confessou ser uma frustração profissional.

“Ainda dói não termos tido um walkman”, disse o engenheiro da Philips à imprensa holandesa.

A avaliar pelas estatísticas mais recentes, a invenção de Ottens está a tornar-se de novo popular e poderá sobreviver-lhe ainda por muitos anos: em 2018, as vendas de cassettes nos Estados Unidos aumentaram 23%, para 219 mil, segundo a Nielsen Music.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER