Mundo

EUA disponibilizaram 775 milhões de dólares para ajudar mais de 120 países

Os Estados Unidos anunciaram esta sexta-feira que disponibilizaram, desde o início da epidemia do novo coronavírus, mais de 775 milhões de dólares americanos (cerca de 705 milhões de euros) para apoiar mais de 120 países na luta contra a covid-19. 

O Departamento de Estado indicou, em comunicado, que governos, organizações internacionais e organizações não-governamentais são os destinatários da ajuda, da qual perto de 200 milhões de dólares (182 milhões de euros) se destina à assistência médica de urgência e quase 300 milhões (273 milhões de euros) são para apoiar sobretudo “as populações afetadas pelas contínuas crises humanitárias, particularmente as pessoas deslocadas”.

Entre os países apoiados encontram-se alguns de língua oficial portuguesa como Moçambique (5,2 milhões de euros), Angola (519.000 euros), Timor-Leste (quase um milhão de euros) e Brasil (865.000 euros).

Itália, o segundo país com maior número de mortos no mundo devido à covid-19 (28.236 em mais de 207.000 casos), conta com um apoio de 45,5 milhões de euros por parte dos Estados Unidos.

Para países em guerra como a Síria, a Líbia e o Iémen foram destinados mais de 28 milhões de euros, quase 10 milhões e cerca de 15,4 milhões de euros, respetivamente.

Ainda na região do Médio Oriente, o Iraque conta com um apoio de cerca de 27 milhões de euros.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 233.000 mortos e infetou mais de 3,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios, segundo um balanço da agência France Presse. Cerca de 987.000 doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (63.019) e mais casos de infeção confirmados (mais de um milhão).

Seguem-se Itália, Reino Unido (27.510 mortos, mais de 177.000 casos), Espanha (24.824 mortos, mais de 215.000 casos) e França (24.376 mortos, mais de 167.000 casos).

Em Portugal, morreram 1.007 pessoas das 25.351 confirmadas como infetadas, e há 1.647 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW