Mundo

Diagnosticou falsos cancros a crianças para serem tratadas na sua clínica

Um pediatra, na Escócia, diagnosticou falsamente com cancro diversas crianças. O objetivo era assustar os pais das crianças para que estes fossem pagar tratamentos mais caros numa clínica privada da qual era responsável.

Mina Chowdhury, médico inscrito no sistema nacional de saúde do Reino Unido, deu, de acordo com o que escreve o jornal “Daily Mail”,diagnósticos falsos à mãe de uma das crianças, recomendado depois que o tratamento fosse feito numa das suas clínicas privadas.

Uma das famílias que terá sido enganada pelo médico queixa-se de que Mina lhes disse que a filha tinha um tumor no estômago e que o pediatra nunca lhes deu a hipótese de tratamento no sistema público. O pediatra, ao mesmo tempo que desempenhava funções no serviço público, estava responsável por uma clínica privada e as suas ações foram “motivadas por questões financeiras”, alegam os procuradores.

“Fiquei impressionado com o facto de a minha filha ter cancro. É algo que deve ser tratado de imediato”, disse, em tribunal, o pai de uma das crianças.”Quando pedi para encaminhar novamente para o sistema público, ele disse que não era a melhor opção. Acreditava mesmo que a minha filha estava doente e, então, nem questionei”, disse.

O médico terá aconselhado os familiares a realizar testes avaliados em cerca de quatro mil euros que teriam que ser feitos numa clínica de Londres. Tudo sem nunca sequer propor tratamento no sistema nacional de saúde.

Os procuradores alegam, ainda, que a clínica detida pelo médico estaria a passar por problemas financeiros. Em tribunal, o clínico negou ter praticado qualquer um dos crimes de que é acusado.

Jornal de Notícias

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER