Mundo

Confinamento total em Israel para travar segunda vaga de covid-19

O governo de Israel aprovou, este domingo, um confinamento total de três semanas a partir de 18 de setembro para travar a segunda onda do coronavírus, que atingiu um dos índices de mortalidade mais elevados do mundo na última semana.

 

Confinamento total em Israel-mundo-mileniostadium
Estação de testes em Israel. Foto: EPA/ABIR SULTAN EPIDEMIC & PLAGUE

 

Os israelitas não vão poder sair mais longe do que 500 metros a partir do domicílio, o comércio não essencial vai permanecer encerrado e não poderão juntar-se mais do que dez pessoas, entre outras restrições no quadro do confinamento.

As autoridades sanitárias do país tinham advertido que haveria um novo confinamento se superassem os 2.000 casos positivos diários, o que não aconteceu, mas, na última semana, já ascendem a 4.000, com os hospitais em estado de saturação e os casos graves a elevarem-se.

O confinamento vai durar até 09 de outubro e coincidir com três celebrações religiosas muito importantes para os judeus: O Rosh Hashaná (Ano Novo judeu), Yom Kipur (Dia do Perdão) e o Sucot (os Tabernáculos).

Durante este período, os habitantes não poderão ir além de 500 metros da residência exceto para atividades desportivas individuais, e as escolas, hotéis e centros comerciais vão encerrar.

Saiba mais no JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW