Mundo

Choque tóxico provocado por tampão mata jovem belga de 17 anos

Maëlle, uma jovem belga de 17 anos, morreu na sequência de um choque tóxico causado pela utilização de um tampão. A rapariga começou a sentir-se mal depois de uma ida ao ginásio. A mãe da Maëlle usou as redes sociais para contar o drama da família e alertar outras raparigas para o problema que vitimou a filha.

Os primeiros sintomas de que algo de errado estava a acontecer foram dados no dia 6 de janeiro. Maëlle foi ao ginásio e quando chegou a casa não estava bem. As náuseas, a febre e os vómitos fizeram com que a família a levasse ao hospital. Perante os sintomas, os médicos diagnosticaram uma gastroenterite grave.

No dia seguinte, e de acordo com o que escreve a “Paris Match”, a jovem começou a manifestar problemas de visão e teve uma descida brusca da pressão arterial.

“Chamamos uma ambulância e no hospital fizeram o mesmo diagnóstico do dia anterior”, explicou a mãe, Laurence Hennuy. O estado da saúde de Maëlle continuou a piorar e depois de ter entrado em estado de desidratação severo, foi transportada para outro hospital onde foi internada nos cuidados intensivos. “Foi aí que lhe diagnosticaram um choque tóxico, mas foi tarde demais”, lamentou a mãe. Maëlle não resistiu e morreu no dia 8 de de janeiro.

Síndrome do Choque Tóxico pode ser causado por dois tipos de bactérias. A Staphylococcus aureus ou a Streptococcus pyogenes, responsáveis pela produção de toxinas que podem levar à septicemia.

A mãe de Maëlle explicou, ainda, que a filha sabia que o choque tóxico poderia ocorrer com o uso de um absorvente interno e estava “com muito medo” disso.

No entanto, os familiares não foram capazes de reconhecer os sintomas. É, por isso, que Laurence deseja alertar contra esta doença. “Estou convencida que um maior número de mulheres deveria ser informada sobre este síndrome. A prevenção pode salvar vidas”, explicou.

Choque Tóxico obrigou modelo a amputar as pernas

Esta não é a primeira vez que o choque tóxico faz notícia. Lauren Wasser, uma modelo norte-americana, contraiu a doença e teve que amputar as duas pernas.

“Tenho dores todos os dias. Tenho uma perna de ouro da qual tenho imenso orgulho, mas o meu pé esquerdo tem uma úlcera, não tenho calcanhar nem dedos no pé”, contou Lauren no final de 2017, quando revelou que iria ficar sem mais esse membro.

Jornal de Notícias

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW