Mundo

Acidente mortal na Galiza foi “falta de atenção” de maquinista português

A Comissão de Investigação de Acidentes Ferroviários espanhola atribui, num relatório divulgado esta quarta-feira, à “falta de atenção” do maquinista português o acidente ferroviário de setembro de 2016, na Galiza, onde morreram quatro pessoas.

A Comissão de Investigação de Acidentes Ferroviários (CIAF) publicou o relatório final do acidente ferroviário do comboio Celta que descarrilou nas imediações da estação espanhola de Porriño (Galiza), quando fazia a viagem de Vigo para o Porto, ocorrido em 9 de setembro de 2016, tendo morrido quatro pessoas, entre os quais o motorista português, e ficado feridas 47.

Leia mais em JN

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close