GTA

Waste Wizzard – a app amiga do ambiente

Todos os anos a cidade de Toronto processa mais de 900 mil toneladas de resíduos. Este processo exige dinheiro, energia e recursos, além de ocupar um grande espaço nos aterros. É aqui que entra a importância da reciclagem e a redução de resíduos, que começa em cada uma das nossas casas e nos nossos hábitos. Mas será que os cidadãos de Toronto estão bem informados sobre as práticas corretas e estão a cumprir o seu dever? Será que conhecem bem o processo de recolha do lixo e reciclagem?

Para saber a resposta a estas e outras questões, falámos com Vincent Sferrazza, Gerente Interno dos Serviços de Gestão de Resíduos Sólidos na Cidade de Toronto. “Os contentores são recolhidos pelos nossos veículos e levados para instalações onde todo o material reciclável é separado em diferentes grupos. Os plásticos são separados dos metais, do papel, do cartão e assim em diante. Uma vez separados, esses materiais são reunidos em grandes blocos. Nós pegamos nesses blocos de material e vendemo-los no mercado. Com isto, o que estamos a fazer é providenciar ao mercado o material necessário para transformar em novos produtos: garrafas ou recipientes de plástico podem ser utilizadas para criar outras embalagens de plástico. O papel de jornal é utilizado para fazer outros produtos de papel. Assim, nós não só reduzimos a nossa pegada ecológica como angariamos dinheiro ao vender esse material.”

No que diz respeito à separação do lixo, Vincent acredita que a população tem boas intençōes, mas ainda tem de melhorar. “Nós ainda encontramos lixo no contentor azul que não pertence lá. A maior parte dos casos, creio que é porque as pessoas ainda estão confusas sobre o que devem colocar em cada contentor. Um bom exemplo é o copo do café. Esses copos não são recicláveis. Como, por fora, eles são de papel, as pessoas pensam que podem pôr no contentor azul. Só que não sabem que a parte de dentro tem um forro de cera e que por isso não pode ser reciclado.”

Para tirar todas as dúvidas, a partir de Setembro estará disponível uma nova aplicação para os smartphones: a Waste Wizzard. A ferramenta, que já estava disponível no website da Câmara de Toronto, vai brevemente ser mais acessível e dizer-nos para qual contentor deve ir cada objeto, entre outras informaçōes úteis.

Tão ou mais importante do que saber separar e reciclar, é saber reduzir, segundo nos contou Vincent Sferrazza. Recomenda-se “doar o que já não utiliza, como roupas, e tentar não desperdiçar alimentos”. A cidade e o ambiente agradecem.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER