GTA

Universidade de Toronto associa-se a comemorações do Remembrance Day

Os canadianos recordaram segunda-feira (11) os soldados que morreram na Grande Guerra. De acordo com os números oficiais, o conflito, que durou quatro anos, matou 61,000 canadianos e deixou 172,000 feridos.

As cerimónias aconteceram um pouco por todo o país e em Toronto a data coincidiu com o primeiro nevão da época. O branco acabou por roubar o protagonismo às papoilas vermelhas que, segundo a tradição, deverão ser colocadas do lado esquerdo do peito, junto ao coração, em homenagem a cada um dos soldados que morreu em combate.

Todos os anos, a comunidade universitária reúne-se para lembrar professores, funcionários e alunos que morreram na primeira e na segunda guerra mundial. A cerimónia decorreu junto à Torre dos Soldados da Universidade de Toronto que enviou para a guerra cerca de 5,300 pessoas.

Nas comemorações foi recitado o célebre poema de John Mccrae. “In Flanders Fields” foi escrito pelo médico oficial canadiano durante a Primeira Guerra pouco depois de perder um dos seus amigos. Desde aí que a papoila se tornou o símbolo oficial do Remembrance Day.

Depois dos hinos e dos discursos oficiais foram colocadas várias coroas de flores junto ao mural da universidade onde estão gravados os nomes dos soldados canadianos que morreram em combate.

A torre de estilo gótico foi construída em 1924 e estas celebrações acontecem no ano em que se assinalam os 101 anos do fim da Primeira Guerra Mundial.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER