GTA

“Uma questão de vida ou morte…” – Doug Ford

O Premier de Ontário anunciou que a província vai disponibilizar $12 milhões para apoio mental online. A partir de segunda-feira (6) 247 técnicos vão estar ao dispor dos ontarianos e dos profissionais de saúde que precisam de apoio psicológico nesta época particularmente difícil. “A província contratou mais psicólogos e é importante que percebam que não estão sozinhos. Se precisarem de ajuda liguem, vamos manter o espírito de Ontário vivo”, disse Doug Ford. O Premier garantiu que as previsões a que o Governo tem acesso vão ser divulgadas publicamente esta sexta-feira (3 de abril). “A verdade é que a situação é extremamente séria, fiquem em casa, é uma questão de vida ou morte. Sei que a informação que vamos divulgar vai ser difícil de ouvir…”, alertou no seu discurso.

O presidente da Câmara Municipal de Toronto está a pedir aos agentes de autoridade para se certificarem que as pessoas cumprem com as novas regras de distanciamento social. As multas começam nos $750 e vão até $5,000. Em declarações à CP24, John Tory disse que a autarquia vai colocar blocos gigantes de cimento junto à entrada de parques de estacionamento na Sunnyside Beach e noutras localizações estratégicas da cidade. Desde o dia 24 de março que os agentes de autoridade já receberam 385 queixas formais relacionadas com as novas regras de distanciamento local.

Enquanto o Governo de Ontário luta para conseguir adquirir mais ventiladores para os hospitais da província, o órgão regulador que licencia os especialistas que operam estas máquinas diz que está a trabalhar para aumentar o número de técnicos para combater esta pandemia. Existem aproximadamente 3,700 terapeutas respiratórios em Ontário: eles são responsáveis por entubar os pacientes e certificarem-se que os ventiladores recebem o oxigénio suficiente. O College de Terapeutas respiratórios de Ontário está a acelerar o processo de certificação dos estudantes para eles começarem a ajudar nos hospitais o mais rápido possível. Segundo Kevin Taylor, CEO do College, em breve 117 estudantes vão juntar-se às equipas dos hospitais de Ontário.

Um em cada 10 funcionários de saúde de Ontário está infetado com Covid-19

de que já tiveram o teste de COVID-19 confirmado nas análises de laboratório. O número está a fazer soar o alarme porque os hospitais canadianos estão a preparar-se para um aumento de pacientes com COVID-19 nas próximas semanas. Em declarações à CBC, um especialista em doenças infeciosas do Toronto General Hospital disse que estes números são muito preocupantes porque todos os profissionais são importantes para dar assistência aos doentes, sobretudo quando se espera que os casos aumentem na GTA.

A ministra da Saúde revelou quarta-feira (1) que 9,6% dos casos de Ontário envolvem médicos, enfermeiros, paramédicos e funcionários de lares de idosos.

Ontário prolongou esta semana o estado de emergência por mais 14 dias. O Premier de Ontário, Doug Ford, disse que depende apenas das pessoas se os números da província sobem como em Itália e Espanha ou se baixam como na Coreia do Sul e na Alemanha.

Os hospitais da Grande Área de Toronto vão receber equipamento de proteção hospitalar vindo da China. As doações incluem milhares de máscaras cirúrgicas, luvas, óculos de proteção e batas. O equipamento vai chegar a Toronto depois de uma associação canadiana ter doado equipamento para Wuhan, na China, quando o surto começou.

Educação

As escolas de Ontário vão continuar encerradas durante todo o mês de abril. O ministro da Educação estendeu o período de encerramento das escolas e disse que os alunos vão continuar a aprender à distância, através de e-learning. Os pais com crianças com menos de 13 anos vão receber $200 e os que têm filhos com necessidades especiais recebem $250 – a ajuda vem do Governo de Ontário.

Produção de equipamento de proteção

O Premier Doug Ford anunciou quarta-feira (1) que a província vai disponibilizar $50 milhões para ajudar as empresas a produzirem equipamento necessário para combater o COVID-19 porque “não há nada que não possamos produzir aqui”. Testes de COVID-19, gel desinfetante, máscaras, luvas e outro de tipo de produtos vão ser produzidos nas próximas semanas em grandes quantidades, tudo made in Ontário.
Com este fundo, a província já encomendou a produção de 10,000 ventiladores, equipamento fundamental nos hospitais para os casos mais graves. A ministra da Saúde agradeceu o trabalho e a dedicação de todos os trabalhadores da área da saúde, mas diz que para já “não está previsto um aumento dos salários”.

Isolamento Social

A Dr. Eileen De Villa, a Medical Officer of Health for the City of Toronto, anunciou esta semana que as medidas de distanciamento social se vão manter em vigor durante pelo menos três meses. De Villa citou no seu discurso o caso de Nova Iorque e disse que Toronto não pode correr o mesmo risco e ficar com os serviços hospitalares saturados.
Desobedecer às regras que foram impostas devido à pandemia de COVID-19 em Ontário vai custar agora uma multa de $100,000 e um ano na prisão. A província proibiu o acesso a campos de uso recreativo, campos de basquetebol e parques para passear os cães. As multas começam em $750 mas podem ir até $100,000 e um ano de prisão. A nova legislação usada pelo Premier Doug Ford consta do Emergency Management and Civil Protection Act que ao ser ativado durante uma pandemia resulta em penas severas.

Toronto cancelou todos os eventos municipais que deveriam acontecer até 30 de junho. O presidente da autarquia informou que a cidade não vai emitir licenças durante este período devido à pandemia de COVID-19.
O Festival Pride, que incluía a Parada de 28 de junho e o Toronto Jazz Festival estão entre os eventos cancelados. As celebrações do Dia de Portugal e das Comunidades, que incluía a Parada de Portugal, também estão canceladas devido a esta medida.

As pessoas com mais de 70 anos e com sistemas imunitários fracos devem fazer autoisolamento. A recomendação é do Dr. David Williams, o médico que está a liderar a crise de COVID-19 em Ontário. Williams, que também liderou a crise de SARS em 2003, diz que todos os outros grupos devem ficar em casa tanto quanto possível e sair apenas quando necessário para fazer compras de mercearia ou medicamentos.

A pandemia de COVID-19 provocou uma redução significativa da poluição do ar em várias cidades canadianas conhecidas pelo grande congestionamento de trânsito. A CBC News teve acesso às imagens de satélite que mostram Toronto, Edmonton, Calgary e Vancouver completamente vazias. Em 2019 Toronto foi a cidade mais congestionada do país e a 19ª mais congestionada do mundo.

Na altura em que este artigo foi escrito Ontário tinha 2,793 casos e 84 mortes.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW