GTA

Toronto: Sapatos de Manolo Blahnik em exposição

Eternizados na série de televisão “Sex and the city”, os sapatos Manolo Blahnik são, para muitas mulheres, um objeto de luxo, status e glamour. Embora não sejam acessíveis a todas as bolsas, Manolo tem em Toronto uma exposição com alguns dos sapatos que criou em 45 anos de carreira.

O local ideal só poderia ser o Bata Shoe Museum que possui a maior coleção de sapatos do mundo. A mostra chama-se “Manolo Blahnik: The art of shoes” e já passou porMilão, São Petersburgo, Praga e Madrid. Cá pode ser visitada até 6 de janeiro do próximo ano.

Manolo nasceu nas ilhas Canárias, em Espanha e estudou línguas e arte na Universidade de Geneva, na Suiça. Em 1965 mudou-se para Paris onde acabaria por se tornar fashion designer. Uma das maiores inspirações de Manolo é a mãe que já fazia os seus próprios sapatos porque não gostava do que existia no mercado.

Podemos dizer que Manolo é auto-didacta porque aprendeu a arte de fazer sapatos visitando fábricas de sapatos e trocando ideias com os trabalhadores. Nos primeiros anos, Manolo começou por desenhar sapatos de homem, mas rapidamente percebeu que tinha pouca margem para usar a sua criatividade e a sua extravagância.

Os sapatos de Manolo são cobiçados pela sua originalidade, pela qualidade dos materiais e dos acabamentos e a produção é bastante limitada.

Sapatos para todos os gostos, de todas as cores e feitios, para todo o tipo de ocasiões, cocktais, trabalho, dia-a-dia, os Manolo não são apenas sapatos, são verdadeiras obras de arte e qual é a mulher que não sonha em ter no seu armário alguns destes exemplares?

A exposição tem 212 modelos, seleccionados entre 30 mil modelos e 80desenhos. Blahnik começou a trabalhar em 1971, mas o sucesso mundial só veio no final dos anos 90 com Sara Jessica Parker, a protagonista de “Sex and the city”.

Com 74 anos, Manolo continua a trabalhar e os seus sapatos marcam presença nas maiores passerelles do mundo. O fashion designer já foi reconhecido vários anos como o melhor designer de acessórios, em 2007 a Rainha de Inglaterra entregou-lhe a insígnia de Commander of the Order of the BritishEmpire e em 2017 a revista norte-americana Esquire considerou-o um dos 25homens mais bem vestidos do mundo.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER