GTA

Toronto passou esta semana para a 2.ª fase de reabertura económica

O PM Doug Ford anunciou segunda-feira (22) que Toronto e Peel podiam avançar para a segunda fase do plano de reabertura da província na quarta-feira (24), o que permite que esplanadas de restaurantes, salões de beleza, barbearias, centros comerciais e piscinas reabram em toda a cidade. Toronto, Peel e Windsor-Essex eram as únicas três áreas em Ontário que estavam impedidas de passar para a segunda fase devido a um número maior de casos ativos de COVID-19. O Premier informou que vai enviar unidades móveis de testes para Windsor-Essex e pediu ao setor agroalimentar para colaborar e enviar os trabalhadores para serem testados. A região de Windsor-Essez continua a manter o maior número de casos de COVID-19 em Ontário, sobretudo nas quintas onde recentemente três trabalhadores mexicanos morreram devido à COVID-19.

Os DriveTest centres estão a oferecer “serviço limitado” em todo o Ontário como parte de um plano para reabrir gradualmente. As pessoas que nasceram entre janeiro e junho vão poder visitar os centros a partir desta semana e os clientes com aniversários entre julho e dezembro vão ter acesso aos centros na próxima semana. A província esclarece que o acesso aos DriveTest centres vai continuar alternando semanalmente até que os serviços voltem ao normal em setembro.

2.ª fase de reabertura económica
Pátios abertos na 2.ª fase de reabertura económica em Toronto

O vereador de Toronto, Michael Ford, diz que se recuperou da COVID-19 e está a sentir-se muito melhor. Num tweet publicado no passado domingo (21), Ford disse que testou negativo para o vírus depois que ter estado isolado durante 14 dias. Ford representa a Ward 1, de Etobicoke North, e é sobrinho do Premier de Ontário Doug Ford. Michael Ford agradeceu à Toronto Public Health pelos “cuidados extraordinários” que lhe foram prestados nas últimas duas semanas. Ford foi o primeiro conselheiro de Toronto a declarar publicamente que contraiu a doença. Michael Ford testou positivo para COVID-19 no início de junho e o Premier de Ontário na altura confirmou que não tinha tido contato com o sobrinho nas duas semanas anteriores.

Ensino elementar com novo currículo de matemática

O Governo de Ontário divulgou na terça-feira (23) o novo currículo de matemática para o ensino elementar da província que vai arrancar em setembro. O Premier explicou que o currículo foi desenvolvido ao longo de dois anos em consulta com pais, professores, académicos e especialistas e foi criado para reverter uma década de maus resultados em matemática. O ministro da Educação diz que o novo programa vai ser implementado do 1.º ao 8.º ano e vai ajudar os alunos a resolverem problemas matemáticos do dia a dia. O programa de matemática elementar da província foi atualizado pela última vez em 2005.

Ensino elementar com novo currículo de matemática

Um dos centros comerciais mais movimentados de Toronto reabriu as suas portas esta semana, depois de ter encerrado quase três meses. O Yorkdale Shopping Center vai operar diariamente entre as 11h e as 19h e o anúncio surgiu poucas horas depois de Ontário ter anunciado que Toronto poderia avançar para a segunda fase do plano de reabertura da província na quarta-feira (24). As lojas individuais vão poder abrir em datas diferentes depois do dia 24 de junho, à medida que reorganizam o espaço para garantir o distanciamento social apropriado. O Yorkdale disse que vai adotar várias medidas para garantir a segurança dos clientes, incluindo limpeza frequente de superfícies de toque permanente, sinalização para orientar o fluxo de tráfego e várias estações de desinfetantes para as mãos.

Ontário em estado de emergência até 15 de julho

Ontário estendeu, na quarta-feira (24), o seu estado de emergência até 15 de julho. O Premier Doug Ford disse que tem esperança de que seja a última extensão da declaração de emergência. A moção foi aprovada na legislatura desta quarta-feira (24). Espera-se que muitas das ordens de emergência feitas sob o estado de emergência continuem mesmo depois de 15 de julho, incluindo proibições em grandes concentrações. O Premier autorizou Windsor-Essex a passar para a segunda fase de reabertura económica na quinta-feira (25), mas Leamington e Kingsville continuam na primeira fase. Windsor-Essez tem tido vários surtos de COVID-19 no setor agroalimentar nas últimas semanas e Ford anunciou um plano que passa por fazer mais testes nas quintas e por atribuir aos trabalhadores migrantes os mesmos direitos e benefícios que qualquer trabalhador em Ontário. O Premier explicou aos jornalistas que os trabalhadores não têm que ter medo de perderem o trabalho se forem infetados e disse que em alguns casos vão poder candidatar-se aos subsídios federais. Leamington tem quatro surtos ativos de COVID-19, enquanto que Kingsville tem dois e o Premier informou que logo que os números baixem os dois municípios também vão passar à segunda fase.

Ilhas de Toronto reabrem ao público

O serviço de ferry para as ilhas de Toronto vai ser retomado amanhã (27 de junho). O anúncio foi feito quarta-feira (24) pelo presidente da Câmara Municipal de Toronto. O autarca, que falava aos jornalistas no Terminal Fluvial Jack Layton, disse que os barcos vão operar com capacidade de 50% devido às novas regras de distância física. Os passageiros devem trazer as suas próprias máscaras e usá-las durante toda a viagem. Os bilhetes de barco vão poder ser comprados online e só vão ser vendidos 5.000 bilhetes por dia. A autarquia recomenda que as pessoas visitem as ilhas nas horas menos concorridas para reduzir os riscos de contágio de COVID-19. Apenas um barco estava a operar durante o bloqueio da COVID-19, sobretudo para os 700 moradores das ilhas. As casas de banho públicas das ilhas vão estar abertas, mas o Parque de Diversões Centerville vai continuar encerrado.

O proprietário de uma quinta em Ontário onde quase 200 trabalhadores migrantes testaram positivo para a COVID-19 diz que a sua operação tem seguido assiduamente as diretrizes de saúde pública para evitar o aparecimento de novos surtos do novo coronavírus. Numa entrevista ao The Star o proprietário do Scotlynn Growers refere que a sua quinta tem sido sempre elogiada por oferecer acomodações de qualidade aos trabalhadores migrantes e informa que em breve a quinta vai ter acomodações maiores do que o que está a ser exigido atualmente pela Health Canada. Em relatórios do Ministério do Trabalho do México realizados entre 2016 e 2018, os trabalhadores descreveram abrigos superlotados, infestações por percevejos e, às vezes, falta de atendimento médico oportuno. Scotlynn recebeu 33 reclamações durante o período de dois anos, o número mais elevado em todas as quintas canadianas.

O Canadian Centre for Policy Alternatives diz que os lares de idosos de Ontário precisam de $1,8 mil milhões extra por ano para contratar mais funcionários e melhorar o atendimento a utentes vulneráveis depois da primeira vaga de COVID-19. Um estudo do think tank sugere que o aumento de 41% permitiria que os 626 lares de idosos prestassem pelo menos quatro horas de atendimento prático diário aos seus 80.000 utentes. A COVID-19 infetou quase 5.400 utentes de lares de idosos e matou 1.803. Mais de 2.000 funcionários também foram infetados e sete acabaram por morrer.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close