GTA

Ontário prolonga estado de emergência

O Premier de Ontário, Doug Ford prolongou segunda-feira (13) o estado de emergência da província por mais 28 dias, o que significa que os serviços não-essenciais vão continuar encerrados até 12 de maio.
Na conferência de imprensa Ford disse que ainda é cedo para abrir as escolas e revelou-se satisfeito com a aquisição de mais máscaras, luvas e ventiladores.

O Premier de Alberta, Jason Kenney, anunciou que a província vai enviar equipamento PPE para outras províncias para ajudar a combater o novo vírus. Ontário vai receber de Alberta 250 mil máscaras N95; 2,5 milhões de máscaras cirúrgicas; 15 milhões de luvas e 50 ventiladores.

Os contabilistas de Ontário estão a oferecer-se para preparar declarações de IRS gratuitas para os profissionais de saúde que estão a combater a pandemia. A oferta contempla enfermeiros, paramédicos, funcionários de limpeza hospitalar e analistas de laboratório e os interessados podem inscrever-se até 15 de maio na página da Chartered Professional Accountants of Ontario (CPA) Ontario.

Toronto anunciou segunda-feira (13) que vai abrir dois novos centros de assistência infantil para atender as famílias de trabalhadores essenciais e críticos durante a pandemia da COVID-19. Como nos quatro primeiros centros de atendimento infantil de emergência da cidade, inaugurados a 31 de março, o atendimento é oferecido 24 horas por dia, sete dias por semana, sem nenhum custo para estas famílias. Num comunicado a autarquia informou que recebeu 800 candidaturas e que já colocou quase 200 crianças num dos centros.

Uma mulher que reside num lar de idosos em Ontário, que tem cerca de 200 utentes idosos, inclusive a sogra do Premier, confirmou o que os entes queridos dos moradores mais temem: as necessidades de cuidados básicos não estão a ser atendidas durante o surto da COVID-19.

“É terrível, as pessoas ainda estão com as roupas húmidas desde a noite passada, nunca vi isto desta forma”, disse à CBC a mulher que reside no West Park Long-Term Care Home em Toronto.

A utente não quis ser identificada por receio de represálias.

Enquanto as mortes em lares de idosos aumentam, os familiares estão preocupados com o tipo de cuidados dos idosos. Neste lar, cinco residentes foram contagiados com o novo vírus e acabaram por não resistir. Outros 10 e 14 funcionários também testaram positivo para o COVID-19. O Premier Doug Ford disse na segunda-feira (13) que sofre quando vê a sua esposa Karla ficar do lado de fora da janela em lágrimas e que, como ela, existem milhares de famílias que desejam poder entrar nos lares e ajudar os seus entes queridos.

Embora a maioria da construção civil esteja suspensa devido à COVID-19, Toronto voltou a liderar o ranking de cidades com mais gruas no ar no mundo inteiro. Ao todo e até agora Toronto tinha 121 gruas, enquanto que Los Angeles, a segunda cidade norte-americana com mais gruas, tinha apenas 47. Los Angeles tem três vezes mais população do que a GTA, a Área Metropolitana de Toronto.

A agência de transporte regional de Ontário diz que o número de passageiros na sua rede de autocarros e comboios diminui 90% por dia. A Metrolinx, que opera o GO Transit na GTA e na GTHA, diz que desde que a pandemia começou está a perder quase 33,000 passageiros diários.

As receitas da agência de transportes caíram para $1,1 milhões por semana, enquanto que antes da crise da COVID-19 rondavam os $11 milhões por semana. Três funcionários do GO Transit testaram positivo para o novo vírus e outros três estão a aguardar o resultado dos testes.

O St Joseph’s Health Centre anunciou que três pessoas tiveram testes positivos para COVID-19 nos cuidados intensivos. Trata-se de dois funcionários e um paciente e segundo fonte do hospital o paciente foi testado depois de ter alta. O hospital já confirmou que todos os pacientes que estiveram nos cuidados intensivos na semana passada vão ser submetidos a testes de COVID-19.

O Governo de Ontário lançou um plano para combater a COVID-19 nos lares de idosos da província. Ontário tem 626 instituições desta natureza e 114 já identificaram casos do novo vírus, o que corresponde a cerca de 14%. O plano inclui mais testes para residentes e funcionários e a província vai impedir que os funcionários trabalhem em mais de um local. Doug Ford explica que o objetivo é travar a propagação do vírus e proteger os idosos e os funcionários.

Uma investigação da CBC concluiu que só nove das 626 instituições de Ontário é que foram fiscalizadas em 2019.
A venda de casas caiu 14% em março desde que começou a pandemia. Os números são da Canadian Real Estate Association que representa mais de 130,000 agentes imobiliários no país.

A GTA registou uma quebra de 20,8%, o terceiro pior cenário em nove cidades canadianas. Calgary registou uma quebra de 26,3% e em Hamilton-Burlington a venda de casas caiu 24,9%.

Se está a produzir mais lixo desde que trabalha a partir de casa devido à pandemia, Toronto vai reforçar os serviços de recolha de lixo. O presidente da autarquia diz que pretende começar ainda esta semana e o lixo extra está sujeito ao pagamento de uma taxa extra.

A BIA da Yonge e St. Clair vai lançar um gift card para estimular a economia local, um apoio de mais de $50,000. A BIA espera assim que as empresas que estão agora fechadas possam ainda receber algumas receitas que poderão ajudar a pagar a renda. Até agora 16 empresas já estão a beneficiar deste programa e cada empresa vai receber até $750.

Toronto lançou um portal online para receber doações. O autarca diz que já receberam $1,5 milhões e agradeceu à Hudson’s Bay, à GlobalMedic e ao Sleep Country pelas doações.

30 condutores de autocarros do TTC abandonaram na noite de quarta-feira (15) o seu trabalho porque precisam de máscaras para se protegerem do novo vírus. O protesto aconteceu na divisão da Queensway.

Os médicos de Ontário ainda não receberam os serviços de telemedicina que prestaram durante a pandemia. A Ontario Medical Association diz que o atraso é “inapropriado” e avisa que se os pagamentos não começarem a ser processados os médicos vão ficar sem receber até julho.

Ontário vai ter mais 2,527 camas para responder a um possível aumento de casos de COVID-19 e na quinta-feira (16) a província tinha feito 9,000 testes, o número mais elevado desde sempre. Ford garante que até ao final de abril o número deverá aumentar para 14,000 testes diários.

Ontário confirmou na quinta-feira (16) 514 novos casos e o total de infectados na província era de 8,961. O Quebec tinha na quinta-feira (16) 14, 860 casos e 487 mortes.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW