GTA

Ontário: Aumento de casos obriga a transferência de centenas de pacientes dos cuidados intensivos

Um médico dos cuidados intensivos de um hospital de Toronto diz que quase todos os dias tem de transferir pacientes para outros hospitais na GTA ou para Hamilton ou London. O médico do Humber River Hospital diz que as transferências são essenciais para garantir que as 48 camas não estão sobrecarregadas.

O Humber fica localizado numa das áreas mais afetadas pela COVID-19 em Toronto. Em média o Humber River Hospital recebe entre um a cinco pacientes por dia com COVID-19. Um número que o médico defende ser administrável, mas que se pode tornar preocupante se os cuidados intensivos passarem a receber entre cinco a 10 pacientes diários.

As transferências de pacientes são parte da rotina em toda a rede de hospitais de Ontário, mas os médicos dos cuidados intensivos alertam que a prática é cada vez mais frequente para garantir que os hospitais não ficam sobrecarregados.

 

MILENIO STADIUM - canada toronto-long-term-care-covid-19-ontario

 

Entre o início de janeiro até meados de março já foram transferidos cerca de 168 pacientes para os cuidados intensivos de outros hospitais da província, mas na última semana o número médio de transferências aumentou.
Os números da Ornge, a empresa de helicópteros que transporta pacientes em Ontário com outras doenças, diz que que as transferências para os cuidados intensivos têm aumentado e que desde dezembro já transportaram 600 pessoas. A Orange transportou 43 pacientes entre hospitais em dezembro e entre janeiro e meados de março o número aumentou 547 pacientes. A maioria dos pacientes está a ser transferido para o sul de Ontário, mas este mês, nove pessoas foram enviadas para o sul de Thunder Bay.

A Ontario Hospital Association diz que no norte da província existem apenas 90 camas para cuidados intensivos. O aumento das transferências surge à medida que as novas variantes são responsáveis por metade dos casos de COVID-19 em Ontário. As novas variantes são mais transmissíveis e os sintomas são normalmente mais graves.

CBC/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER