Comunidade

Um dia à moda do Minho

Associação Cultural do Minho de Toronto trocou as suas instalações por um cenário ao ar livre para realizar o Piquenique Anual. Já lá vão 35 edições deste encontro que continua a levar centenas de portugueses até ao Karlovac Croatian Park, em Milton. Este ano o certame aconteceu a 16 de junho e atraiu cerca de mil visitantes que tiveram a oportunidade de conviver e reencontrar membros da grande família minhota em Toronto. Entre eles, Manuel Carvalho: “Como um dos fundadores da Associação Cultural do Minho, embora nem todos os anos seja possível, gosto de vir aqui porque é o meu povo, os meus amigos. E pelo menos uma vez no ano gosto de me encontrar com eles”, contou Manuel Carvalho ao Milénio Stadium.

As portas do parque abriram cedo e à entrada os visitantes receberam, como já é tradição, um saco de sardinhas e broa, oferecidos pela organização. Gilda Cardoso, ex-tesoureira da ACMT confirma que “a tradição é sempre comer sardinha e a broa de milho. E há sempre eventos: há jogos durante a manhã, há sempre uma missa, folclore e cantares ao desafio. Normalmente, a malta gosta de se juntar e passar bom tempo juntos”.

Parte da tarde foi dedicada ao folclore. Além do rancho da casa, foram ainda convidados para atuar o rancho Académico de Viseu, o Arsenal do Minho e o Rancho da Nazaré, vindo de Mississauga. Entre os elementos dos grupos, sobressaiu a presença dos jovens. Tânia Barbosa, por exemplo, faz parte do rancho da casa e também da direção da ACMT: “Este piquenique significa muito para mim. Sempre andei no rancho, desde pequenina, segui os passos da minha mãe e do meu avô, que foi um dos primeiros criadores da casa e um ensaiador, então dá-me orgulho ver que já é o 35º e que as pessoas ainda continuam a vir. Mesmo sendo Dia do Pai, as pessoas trazem consigo os pais para celebrar e é um orgulho ver”.

Joel Bastos, diretor do Rancho do Arsenal do Minho, é também jovem e apoia a iniciativa: “Adoro que eles continuem com a tradição de fazer o Piquenique Anual. Acho que é uma ótima ideia para juntar a comunidade”.
Alguns destes jovens já nasceram no Canadá, mas sentem-se portugueses de gema, como é o caso de Steven Pereira, do Rancho do Arsenal do Minho. “É o orgulho em ser português e ver estas coisas acontecer muito longe do nosso país. E é um orgulho ver as pessoas a aparecer, a mostrar que as nossas raízes estão fortes fora do nosso país. Sou canadiano, nasci aqui, mas posso dizer que também sou cem por cento português”.

Não fosse esta uma festa minhota que se preze, a tarde foi colorida pelas atuaçōes de Henrique Lindoso e Cristiana Antunes, que trouxeram o espírito das cantigas ao desafio. No final fizemos o balanço do dia junto do presidente da Associação Cultural do Minho de Toronto, Alexandre Silva, que considerou que este foi “um dia muito bom, mas muito cansativo. Temos aqui um piquenique razoável e está a correr tudo bem. Contava com mais pessoas, o tempo é que não foi chamativo. Se tivéssemos bom tempo, e com os cantadores que temos aqui, o parque ia encher”.

O 35º Piquenique Anual da ACMT esteve integrado no desenrolar das celebrações da Semana de Portugal 2019.

Telma Pinguelo

This slideshow requires JavaScript.


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close