Comunidade

Toronto virou Brasil: BrazilFest completou 16 anos no último domingo

O BrazilFest é um evento que está completando o seu décimo sexto ano, sendo considerado um dos mais importantes da comunidade brasileira no Canadá. Isso porque nele encontram-se diversos artistas em um só dia. Músicos, cantores, dançarinos, esportistas, e muito mais se apresentam no palco principal.
O público é claro, é composto por brasileiros, mas também tem aqueles que não são do Brasil e são apaixonados pela cultura vibrante.

No BrazilFest deste ano não foi diferente. Apesar do calor, as pessoas não se intimidaram e aproveitaram cada momento de diversão. As apresentações não paravam em nenhum momento, o que deixou o público animado do início ao fim.

Para os artistas, o momento é especial pois podem divulgar seus trabalhos e, claro, sentir a vibração de um público familiar. Foi o caso da cantora Aline Maly que manifestou muita alegria em saber que existe um evento brasileiro tão grande.

Outra cantora que animou intensamente o público foi a Stefanie. Ela que participou pela primeira vez do BrazilFest, conversou com a gente sobre a importância da realização dessa junção de cultura brasileira num só dia. “É fundamental! E acho ainda que não deveria ter só no verão. Deveria ter esse tipo de evento inclusive no inverno, afinal – as pessoas querem sair de casa, querem se sentir mais acolhidas, por isso eu acho importantíssimo ter eventos como esse”.

No palco passaram ainda músicos e cantores como “Elaine & Band”, “Tozuka Band”, “Samba Squad”, “Dj Simba”, além dos dançarinos “Aruá Dance”, “Bravos’s Dance”, “Dance Migration”, entre tantos outros que mostraram o que o Brasil tem de melhor.

A capoeira ficou por conta do grupo Capoeira Malês, composto por adultos e crianças, brasileiros e não brasileiros, mostrando a beleza dos movimentos de luta, ritmados pela dança, que só a capoeira tem. O líder do grupo, Mestre Lua, falou um pouco sobre a origem deste projeto. “A idéia surgiu no Brasil. Eu sempre tive vontade de expandir a capoeira fora do país. Em um dado momento, eu tive um convite para fazer um evento aqui em Toronto, e as coisas aconteceram. Eu comecei a lecionar e o grupo está aí até hoje, levando a cultura brasileira”.

Conversamos com algumas pessoas do público, e nos deparamos com diversos brasileiros e pessoas de Taiwan, México, China, entre outros países, que foram unânimes em dizer que estavam se deliciando no festival, através da boa comida como a feijoada, a boa bebida através da famosa caipirinha, e as músicas tradicionais como o sertanejo, funk carioca, samba e axé.

Por falar em caipirinha, fomos atrás da especialista que estava a todo momento preparando o drink mais famoso do Brasil e perguntamos para ela qual a receita dessa deliciosa bebida. “É simples! Porque só vai açúcar, limão e a cachaça. Tem pessoas que gostam de variar e colocar, em vez da cachaça, vodka ou saquê, mas a tradicional é a cachaça mesmo. E vai gelo, muito gelo”!

A grande idealizadora do evento, Arilda de Oliveira, comentou um pouco sobre a ideia de realizar o BrazilFest que completa 16 anos.

“Este evento surgiu da carência de ter um ponto de encontro. Então nós fizemos um dia oficial brasileiro. E vale lembrar que o Canadá é muito receptivo, e todos os Países tem um dia internacional. A gente resolveu fazer o dia do Brasil para que, dessa forma, celebremos a cultura brasileira em terras estrangeiras, surgindo assim o BrazilFest”.

This slideshow requires JavaScript.

Arilda também falou sobre a importância de juntar a comunidade brasileira em terras canadenses. “Por Toronto ser uma cidade multicultural, ela é muito acessível a vários níveis de cultura, ritmos e, por isso, todo dia tem um festival. E o Brasil é muito querido, mas pouco explorado neste lado. Ele é visto somente pelo futebol. Mas agora o Brasil está gritando – através desses movimentos políticos que estão acontecendo, o mundo ouviu um outro Brasil. E nós estamos há 29 anos pregando a cultura brasileira e tentando praticá-la quando há oportunidade. Então esse movimento é necessário e, claro, o apoio de todos é importante. Só de estar participando deste dia já é um apoio fantástico porque o festival só pode ser o festival brasileiro se o brasileiro frequentar. Ou seja, não é somente os artistas que estão aqui se apresentando que fazem o festival, o público que está transitando, consumindo, falando deste evento, é o que compõe o BrazilFest. A cidade de Toronto já abriu os braços, então agora é hora de praticar, cultivar e exercitar. A ideia do Festival é preservar e fazer a nossa cultura presente nos nossos dias.”

O BrazilFest foi um grande desafio porque reunir artistas num só palco, sem intervalos, oferecendo ao público comidas e bebidas típicas de qualidade, com a fidelidade da cultura brasileira em terras estrangeiras, o que é uma tarefa difícil. Mas o festival conseguiu e a tarde de verão só carimbou a energia brasileira. No último domingo (21), Toronto virou Brasil.

Adriana MarqueS


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close