Comunidade

Toronto “subiu no morro” com a festa “Baile de Favela”

O funk é um estilo musical que surgiu através da música negra norte-americana no final da década de 1960. Ele se originou a partir da soul music, tendo uma batida mais pronunciada e algumas influências do R&B, rock e da música psicodélica.

This slideshow requires JavaScript.

Na década de 80, houve uma espécie de “quebra” do funk tradicional e ele se transformou em vários outros subgêneros, e numa dessas ramificações surgiu o funk brasileiro.

Essa alteração surgiu nos anos 80 e foi influenciada por um novo ritmo originário da Flórida, o Miami Bass, que dispunha de músicas erotizadas e batidas mais rápidas. Depois de 1989, os bailes funk começaram a atrair muitas pessoas.

O ritmo tornou-se uma grande sensação em todo Brasil, através dos morros onde se localizam as famosas favelas do Rio de Janeiro, atravessando as barreiras sociais, e chegando às classes mais altas, consolidando de vez o funk carioca ou o funk brasileiro como um gênero musical que faz parte da cultura do Brasil.

O ritmo contagiante tem ultrapassado fronteiras e chegado à América do Norte com força total: há de se notar que até o rapper canadense Drake, se rendeu e gravou um feat com Kevin O Chris, um funkeiro carioca muito famoso no Brasil.

Toronto tem acompanhado o sucesso e trouxe à cidade a possibilidade de sentir a cultura do funk brasileiro através da festa “Baile de Favela”.

Fomos conferir de perto este evento que promete ser o primeiro de muitos. Pessoas bonitas e animadas, decoração que fez jus à cultura da favela, e muita gente dançando ao ritmo contagiante. Difícil ficar parado!

Conversamos com o organizador do evento, Acácio Pothier, que mencionou a importância de eventos como este, e que Toronto ofereça as várias vertentes da cultura brasileira deste modo, a comunidade que aqui vive pode manter contato com a música, a energia e a cultura da periferia brasileira. Faz parte do que somos.

Ele reforçou a importância deste tipo de evento e ponderou que, diante do sucesso que a festa foi, serão realizadas novas edições do “Baile de Favela”.

Falamos também com as pessoas que se encontravam no local e todos foram unânimes em dizer que estavam felizes com a possibilidade de se sentir num baile funk, em pleno Canadá.

Para animar a festa, os Djs são fundamentais e devem conhecer a história do funk carioca, e perguntamos para o Dj Douggy o que não pode faltar num baile funk. Ele disse que é parte fundamental do Dj sentir o que a “pista de dança” quer. E a intenção é sempre deixar o público feliz.

A Dj Lana, que foi a segunda convidada, brasileira, morando em Boston nos EUA há alguns anos, disse que  estava na expectativa e ansiosa para tocar para o público de Toronto.

O organizador promete novidades  e mencionou que muitas festas virão para aquecer o inverno canadense. Se depender da dança, calor humano e animação da comunidade brasileira, é possível sentir como se estivesse no verão do Brasil.

Adriana Marques

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close