Comunidade

Rancho Folclórico da Nazaré celebrou 60º Aniversário

O Oasis Convention Centre foi o local escolhido para se celebrar, no dia 2 de novembro, o 60º aniversário do Rancho Folclórico da Nazaré. O primeiro rancho folclórico da diáspora, fundado em 1959, prima por trajar única e exclusivamente trajes originais vindos da Nazaré, mostrando e promovendo desta forma a cultura e tradições nazarenas por onde atuam.

A festa foi organizada ao pormenor pelos irmãos e nazarenos José Maria Eustáquio e Jack Eustáquio, que não desiludiram os presentes, que estiveram muito animados durante toda a noite.

O papel de Mestre de Cerimónias coube a José Maria Eustáquio, que durante o evento foi introduzindo os convidados, destacando a presença da vereadora da Câmara Municipal, Regina Piedade Matos; do músico vindo da Nazaré, Mário João Estrelinha e do presidente da Casa do Sport Lisboa e Benfica em Toronto, Mário Mirassol.
José Mafra, presidente e ensaiador do Rancho Folclórico da Nazaré, desde do dia 22 de dezembro de 1990, emocionado, salientou o marco histórico deste rancho na comunidade portuguesa, revelando que “fiz uma promessa e está cumprida. Eu tinha dito que levava o “barco” aos 60 anos… está cumprida”. Questionado quanto à sua continuação nos cargos que ocupa, José Mafra está convicto que, por enquanto, vai continuar.

Pela primeira vez no Canadá, a convidada especial Regina Piedade Matos, vereadora da Câmara Municipal da Nazaré, encontrava-se visivelmente feliz por poder prestar homenagem, em nome do município, ao rancho pioneiro do Canadá, que tão dignamente representa a cultura da região e, simultaneamente, demonstrar o seu apreço aos imigrantes que “são os primeiros a promover a Nazaré”.

José Júlio Sousa e Charles Sousa, filhos de António Sousa – um dos pioneiros no Canadá e um dos membros fundadores do rancho são presenças assíduas nos eventos do rancho, particularmente desde que os irmão se juntaram para oferecer, nos últimos três anos, uma bolsa de estudo que até à data se chamava Bolsa de Estudo António Sousa. José Júlio Sousa, durante o seu discurso destacou que o seu pai, António Sousa, tinha “muito orgulho em ser nazareno, muito orgulho em ser canadiano e muito orgulho em ser português”. Para surpresa dos presentes, José Júlio Sousa, depois de ler uma carta que o seu pai escreveu à sua mãe a 2 de novembro de 1953 que espelhava a união do casal Sousa, apelou, em seu nome e do seu irmão Charles Sousa, para que “a bolsa de estudo daqui em diante fosse reconhecida como a Bolsa de Estudo de Maria Antónia Sousa e António Sousa” em homenagem aos seus pais. A vencedora da bolsa deste ano foi Mónica Ledo, membro do Rancho Folclórico da Nazaré.
O ponto alto da noite, como não poderia deixar de ser, foi a atuação do rancho, que mais uma vez e primorosamente encantou os convivas tanto que os desafiados a acompanhar numa das danças aceitaram! De seguida deu-se o corte dos bolos de aniversário que foi servido com champanhe.

Regina Piedade Matos garantiu levar uma mensagem na “bagagem” no seu regresso à Câmara da Nazaré que “é continuar a promover a nossa vinda de forma a homenageá-los, pois eles merecem essa homenagem, porque é um trabalho que desenvolvem fora do nosso concelho da Nazaré (…) que é um orgulho.”

Muito haveria para contar dos 60 anos de história deste rancho… Todavia, o presente fala por si. O Milénio Stadium deseja os parabéns ao Rancho Folclórico da Nazaré pelo 60º aniversário e pela divulgação da cultura e tradições nazarenas deste lado do Atlântico.

Carmo Monteiro/MS

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close