Comunidade

Professora da Universidade de York recebe Insígnia de Mérito Profissional do Governo dos Açores

Maria João Dodman, professora associada dos Estudos de Português e Luso-Brasileiro, na Universidade de York, na Faculdade de Artes Liberais e Estudos Profissionais, participou nas celebrações do Dia dos Açores, onde recebeu a Insígnia do Governo Regional dos Açores – Medalha por Mérito Profissional.

Este reconhecimento é uma das honras mais prestigiadas entregues pelo Governo da região autónoma dos Açores.
A entrega da medalha a Dodman foi feita no dia 10 de Junho, por Vasco Cordeiro, Presidente dos Açores.
“Estou particularmente honrada em receber tal reconhecimento por parte do Governo dos Açores”, disse Dodman. “Tendo em conta que vim para o Canadá à procura de uma vida melhor, tal como muitas outras mulheres imigrantes que vieram antes e depois de mim, este momento é surreal.”

“Existe ainda muito trabalho que precisa de ser feito e, mais do que nunca, continuo empenhada para contar a história das pessoas que sofreram imenso durante séculos de isolamento e negligência, vítimas da corrupção, da pobreza extrema e da violência.”

Dodman imigrou dos Açores para o Canadá em 1989. Originalmente, estudante do Renascimento, em 2006, Dodman mudou os seus interesses para literatura produzida nos Açores e focou-se em trazer uma maior sensibilização para a identidade única do arquipélago. Desenvolveu uma disciplina de licenciatura que se foca somente nos Açores, a única do seu género nas Universidades canadianas.

Os seus interesses de pesquisa incluem literatura do Renascimento, do conflito colonial e representações de beleza, feiura e as particularidades do início da literatura ibérica.

É também cofundadora e codiretora do Centro Canadiano de Pesquisa e Estudos dos Açores. Em 2016, Dodman publicou “Andarilha. Viagens de um Hífen”/“(Wanderer. Voyages of a Hyphen)”, um livro composto por pequenas narrativas que se focam na identidade açoriana, questões de imigração e uma cultura hifenizada. Em Portugal, este livro recebeu grandes elogios de críticos literários e está previsto para a primavera de 2019, nos Estados Unidos, uma tradução alargada ao inglês.

O trabalho criativo de Dodman é, na sua maioria, um local onde os Açores aparecem frequentemente como uma fonte de inspiração e magia que entram na açorianidade, um conceito no qual a natureza, isolamento, insularidade, o mar e as rochas do vulcão triunfam ao logo da história. Dodman interessa-se particularmente por resgatar vozes marginalizadas e as suas histórias de injustiça e exclusão.
Poderá ter acesso ao vídeo da cerimónia online.

York University/MS
Traduzido do artigo original publicado pela Universidade de York

Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close