Comunidade

Mulheres unidas pela SickKids

Cerca de 70 mulheres festejaram o dia que lhes é dedicado internacionalmente ajudando quem mais precisa.
Ana Lúcia Sousa foi a responsável pela organização deste evento que acontece há cerca de três anos e que tem como grande objetivo angariar fundos para a SickKids Foundation. Este hospital pediátrico, um dos maiores na área da investigação em todo o mundo, luta pela saúde das crianças há mais de 140 anos.

This slideshow requires JavaScript.

“Este dia significa muito. A mulher é um ser humano muito precioso, que deve ser respeitado. Não só hoje, mas todos os dias! Mas o dia 8 de março é marcante e quero manter a tradição de termos o Dia da Mulher e apelar ao fim da violência. A mulher deve ser respeitada e amada – por isso é que esta noite estamos aqui todas juntas”, disse ao nosso jornal Ana Lúcia Sousa.

“A mulher ganhou mais coragem com o passar dos anos. Não merecemos ser humilhadas. E nem estou a falar em relação ao trabalho – mesmo enquanto mulheres, não podemos ser maltratadas nem verbalmente violentadas. A mulher sofre muito e infelizmente aqui há muitos casos. A violência doméstica é silenciosa – elas querem desabafar, mas ao mesmo tempo têm medo. Ainda são daquele tempo que pensam que têm de aguentar porque estão casadas, por respeito ou por causa dos filhos. Mas eu não concordo com isso e de certa forma acho que algumas mulheres já dizem não à violência. Aqui acho que temos mais esse poder do que em Portugal, infelizmente lá está a haver muita violência.”, disse.

Para terminar, Ana Lúcia Sousa deixou o apelo, “Não tenham medo. Vocês são lindas por dentro e por fora. Não percam o respeito: digam não! Procurem apoio psicológico se acharem necessário!”

Inês Barbosa

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close