Comunidade

Ministro para a redução do crime organizado visita Davenport

Depois de anunciar $54 milhões para combater a criminalidade, o ministro federal para a Redução do Crime visitou quinta-feira (29 de agosto) uma esquadra em Davenport e garantiu aos jornalistas que a segurança nas fronteiras tem sido uma prioridade do governo.

“Nós temos investido no reforço da segurança na fronteira, agora temos mais polícias, mais tecnologia e mais cães. Tudo isto permite controlar a entrada de armamento e de drogas sintéticas que são responsáveis pela morte de muitos canadianos”, disse Bill Blair.

Segundo o Ministro, 95 milhões de pessoas atravessam a fronteira num ano e os Liberais têm aumentado o orçamento da RCMP que praticamente tinha suspendido as investigações na área do crime organizado.

Quase um ano depois de o Canadá ter legalizado o consumo de canábis, o próximo passo é o mercado de consumíveis que vai arrancar ainda antes do Natal. O produto deverá entrar no mercado a 16 de dezembro e a regulação vai ser muito apertada, quer ao nível da produção, quer ao nível da distribuição. “Os rótulos vão referir as quantidades exatas de THC [tetra-hidrocanabinol] e o CBN [canabinol] e quem estiver interessado neste mercado vai ter de passar por uma aprovação do Health Canada. As candidaturas abrem a 17 de outubro e o processo demora 60 dias”, explicou Blair.

Os números da violência não páram de aumentar e em Toronto, desde o início do ano, já ocorreram 300 tiroteios e mais de 40 homicídios. Blair sustenta que o caminho a seguir é o da prevenção e defende que todos os níveis de governo têm de estar envolvidos.

“É preciso fazer mais investigações, prender os elementos dos gangs e algumas pessoas são tão perigosas que deveriam estar na cadeia. Para os jovens que vivem nos bairros precisamos de lhes dar mais oportunidades e melhores trabalhos. Em 2005, quando eu estava na polícia, reduzimos a violência entre gangs em 45%. Há algumas semanas quando tivemos um aumento da criminalidade em Toronto telefonei para a província e disse-lhes que estávamos disponíveis para ajudar, aliás, a segurança não pode ser uma questão partidária, os três níveis de governo têm de atuar em conjunto”, adiantou.

No final do encontro o ministro sublinhou a importância da imigração na construção do país e a MP de Davenport falou sobre o novo projeto piloto que se destina a trabalhadores da construção civil na GTA. “Estamos a tentar perceber se este é o mecanismo correto ou se temos de encontrar outra forma de lidar com os trabalhadores não qualificados. Vamos começar agora em setembro pelo setor da construção civil e existem vários critérios que os trabalhadores têm de cumprir”, contou Julie Dzerowicz.

A pasta para a redução do crime organizado foi criada em 2018 e, antes de ser promovido, Blair foi chefe da polícia de Toronto durante dez anos.

Joana Leal


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close