Comunidade

Mais de 400 jogadores nas academias de futebol de Toronto

Embora a Europa seja a maior referência do futebol mundial, em Toronto existem quatro academias de futebol portuguesas – Peniche Os Belenenses; Sporting; Benfica e o Gil Vicente. A inscrição mais baixa pertence ao Benfica e a mais cara é a do Gil Vicente. As diferenças estão sobretudo no kit de equipamento que cada jovem jogador recebe quando se inscreve no clube.

A Academia mais antiga é a do Peniche Os Belenenses que foi criada em 2010. O Milénio Stadium tentou obter informações sobre esta academia, mas tal não foi possível. A segunda academia que surgiu em Toronto foi a do Sporting, que apareceu em 2011. Segundo Augusto Pires, presidente fundador, até agora estavam inscritos no Sporting cerca de 200 jogadores, a maioria de origem portuguesa. A idade dos jogadores varia entre os quatro anos e meio e os sete anos.

Pires explicou ao Milénio Stadium como tudo aconteceu. “Começámos com 30 atletas e desde aí que temos vindo a aumentar todos os anos.  No segundo ano já tínhamos 200 jogadores. Até agora todos os nossos treinadores são voluntários, mas na próxima época queremos fazer diferente. À partida cada equipa terá um treinador e um assistente que serão remunerados”, explicou.

Esta academia já foi eleita várias vezes como a melhor do mundo e Pires está orgulhoso das suas conquistas. “Temos o Matthew Nogueira com 3.º guarda-redes do Marítimo e temos o Macro e o Lucas Dias há já alguns anos na Academia do Sporting de Alcochete. Na próxima época vamos levar 16 jogadores à Academia mãe para estágio e quem sabe se não podemos ter outra surpresa”, contou.

O Sporting tem 11 equipas e treina seis vezes por semana. Cada inscrição custa $850, a academia tem sete patrocinadores e paga, por ano, $150,000 de aluguer do Brockton Stadium. Samuel Gyeke é o novo treinador desde maio. Pedro Dias estava a treinar a academia desde o início, mas este ano foi para a Nova Zelândia. Pires garante que os objetivos da academia a curto, médio prazo são manter o título de melhor academia e conseguir colocar vários jogadores com contrato em Portugal.

A Academia do Benfica foi criada em 2017 e tem cerca de 100 jogadores que estão distribuídos por cinco equipas. As idades variam entre os oito e os 15 anos. No verão os treinos são duas vezes por semana no Eglinton Flats cujo aluguer custa $8,000. No inverno alugam um hangar que custa mais de $15,000.

O Benfica tem cinco patrocinadores e em março a Academia vai levar duas equipas ao Seixal durante duas semanas e espera exportar um jogador em breve. Em declarações ao Milénio Stadium, João Oliveira, coordenador técnico da academia, explicou-nos os detalhes. “Nós formamos futuros adultos e os nossos valores são a disciplina, o fair play e a resiliência. 80% dos nossos jogadores são de origem portuguesa”, disse.

O coordenador técnico é pago através de Lisboa e os cinco treinadores recebem ajudas de custo. No entanto o objectivo da Academia para a próxima época é tentar pagar uma remuneração a cada um deles. As inscrições dos jogadores variam entre os $500 no verão e os $700 no inverno devido ao facto dos custos da modalidade serem superiores.

Nos próximos dois anos João Oliveira gostava de triplicar o número de jogadores e voltar a ter futebol feminino. O coordenador defende que as academias de Toronto enfrentam sobretudo duas dificuldades: o facto de não terem campo próprio para treinar e a falta de apoio da Toronto Soccer Association. “Os custos dos campos são muito elevados e o sistema canadiano está errado porque não favorece o desenvolvimento dos atletas. Por exemplo no caso do dribble in, até aos 11 anos quando a bola vai fora o jogador pode recuperá-la com os pés e continuar a jogar. Tenho jogadores de 15 anos que não sabem fazer um lançamento de linha lateral com as mãos”, exemplificou.

João sustenta ainda que no futebol em Toronto deveria haver contacto físico, tal com há no hóquei. “Na minha perspetiva todas estas regras condicionam a qualidade do futebol, na América do Norte esta modalidade deveria ser mais semelhante à Europa”, disse.

O coordenador da Academia do Benfica lamenta que as academias não trabalhem todas para promover Portugal e avança que as desavenças pessoais interferem no trabalho das academias. “Não nos interessa ganhar, queremos é jogar bom futebol. Agradeço aos nossos treinadores a sua dedicação e voluntariado. Sem eles o nosso trabalho era muito difícil”, informou.

A Academia do Gil Vicente surgiu em 2017, tem cinco equipas e 116 jogadores. O Gil treina duas vezes por semana em três locais e tem dez treinadores, cinco gerentes e um supervisor. Os valores das inscrições variam entre os $385 e os $975. Nelson Pinto, vice-presidente da Academia, explicou-nos a diferença de preços. “Dos quatro aos oito anos os jogadores pagam $385; dos nove aos 12 anos $850 e dos 13 aos 18 anos pagam $975. Os mais velhos têm direito a quatro equipamentos, daí a valor ser superior”, disse.

No verão o Gil paga $80,000 pelo aluguer dos campos e no inverno o hangar custa $95,000, uma realidade que pode mudar em breve. “Num ano e meio já fizemos muito, penso que podemos aumentar o número de jogadores em breve e também queremos comprar o nosso próprio espaço, mas julgo que terá de ser mais a norte de Toronto”, avançou.

Para José Carlos Silva, presidente da Academia do Gil, o governo deveria apoiar mais o futebol. “O Canadá apoia muito o hóquei e o basebol, acho que podiam apoiar mais o futebol porque ia promover o país”, sublinhou. O Gil tem 22 patrocinadores e recentemente exportou para a Academia de Portugal Rafa.

Para o presidente da Academia do Gil não existem academias a mais em Toronto. “O problema é a qualidade do futebol. As academias são um refúgio para jogadores que estão no fim da sua carreira. Alguns envolvem-se nisto para ganharem dinheiro à custa de crianças que têm um sonho”, lamentou.

José Carlos agradece ao staff e ao vice-presidente da Academia a sua dedicação. “O Nelson Pinto tem sido uma peça fundamental. Tem estado sempre ao meu lado, tal como todo o staff.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER