Comunidade

Luís Caeiro volta à Casa do Alentejo

As noites medievais estão de volta às semanas culturais da Casa do Alentejo de Toronto. O salão vai ser transformado num castelo e todos vão vestir trajos medievais.

Cantares do Campo Branco

Esta é a 36.ª edição da Semana Cultural da Casa do Alentejo que decorre de 18 a 26 de outubro. Em entrevista ao Milénio Stadium, Carlos Sousa, presidente da instituição, explicou-nos como começou a ligação com a Casa do Alentejo. “Nós fomos os pioneiros das semanas culturais e embora eu seja lisboeta sempre frequentei esta casa. Os meus filhos dançavam no rancho folclórico e tenho vários familiares que estão ligados a esta casa. Fui eleito pela primeira vez em 1996 e desde aí que já fui presidente 11 vezes. 

Sousa garantiu que o objetivo das semanas culturais é celebrar o melhor do Alentejo. “Vamos ter a nossa comida típica servida pelo restaurante O Sobreiro, que inclui pratos como açorda, migas, ensopado de borrego e carne de porco à alentejana. Na nossa galeria Alberto de Castro vamos ter duas exposições, uma de fotografia da autoria de José Rosado e outra de pintura da autoria de Mena Nunes. Um dos pontos mais altos talvez seja a noite de fado e esta é a segunda vez que Luís Caeiro nos visita”, referiu.

O Grupo Coral da Casa do Alentejo e Peter Serrado e Reno Silva vão abrir a semana cultural na sexta-feira (18) e na terça-feira (22), destaque para a exibição do filme “Raiva” de Sérgio Tréfaut e para a atuação do grupo Cantares de Campo Branco, que vem diretamente de Castro Verde, distrito de Beja.

A longa-metragem retrata o poder e a pobreza no Alentejo dos anos 50 e é baseado no romance “Seara de Vento”, da autoria de Manuel da Fonseca. Numa das apresentações do livro que inspirou o filme, o realizador disse que se trata de “um grito de indignação face à injustiça social no Alentejo, onde ser dono das grandes propriedades significava também ter mão no poder político, na guarda, na igreja e ser dono dos homens”.

“Raiva” é filmado a preto e branco e retrata a miséria e a fome que assolavam a população nos campos do Baixo Alentejo. O elenco conta com vários atores bem conhecidos do público português: Isabel Ruth, Leonor Silveira, Diogo Dória, Catarina Wallenstein, Herman José, José Pinto, Rogério Samora e Marília Villaverde Cabral.

O grupo de música popular alentejana é constituído por seis músicos e surgiu graças a um desafio da autarquia de Castro Verde. Numa nota do município, com a vinda ao Canadá “pretende-se consolidar os laços de amizade com a comunidade alentejana em Toronto e, naturalmente, contribuir para uma maior difusão da nossa cultura e tradições”.

Na quarta-feira (23) haverá um Encontro de Escritores da Comunidade Luso-Canadiana, uma organização de Milai de Sousa que vai contar com a presença de vários autores, nomeadamente Armando Viegas, autor de “Bonne Chance” e Laurentino Esteves, autor de “A sós com os meus poemas”.

Na sexta-feira (25) o tema é a Idade Média e haverá a apresentação da peça de teatro “Noite de Trovadores” da autoria do Grupo Experimental de Teatro O Projeto. A Semana Cultural do Alentejo termina com Halloween e as melhores máscaras vão ter direito a um prémio.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER