Comunidade

II Simpósio “Ensino do Português no Canadá”

A Universidade de Otava recebeu, a 4 de maio, a segunda edição do simpósio dedicado ao ensino de português no Canadá, organizado pela Associação de Professores de Português do Canadá (CATPor, na sigla original). O evento contou com o apoio da Coordenação de Ensino de Português no Canadá (CEPE)/Camões, Instituto da Cooperação e da Língua I.P., da Embaixada de Portugal no Canadá e da Universidade de Otava.

O II Simpósio «Ensino de Português no Canadá», organizado pela CATPor, realizou-se no dia 4 de maio, na Universidade de Otava, inscrevendo-se cerca de 65 professores e agentes educativos vindos desde a Columbia Britânica ao Quebeque. Do programa fizeram parte não só a oficina de formação «Como criar “borboletas no cérebro”? Estratégias e propostas para motivar os alunos», com Teresa Ferreira – autora de provas de certificação em português e de diversos materiais didáticos de português língua não materna -, como também uma sessão de «dicas pedagógicas», dinamizada por cinco professores de português que se encontram a lecionar no país.

O simpósio contou, ainda, com alocuções do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e do Vogal do Conselho Diretivo do Camões I.P., João Neves. «A língua portuguesa é o ativo mais estratégico do estado português, por permitir, nomeadamente, um diálogo intercultural propiciador de novas sínteses culturais.», revelou o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. «Por outro lado, a verdade também é que importa destacar a dimensão pessoal associada à própria importância do português, já que se trata de um elemento indiscutivelmente essencial para nos ajudar a conhecer a nossa origem», acrescentou o membro do Governo. A integração do português nos planos curriculares dos países e o esforço feito para que, com uma certificação comum para o ensino do português no estrangeiro, as competências comunicativas dos alunos em língua portuguesa sejam integralmente reconhecidas, independentemente do país onde residam, foram igualmente objeto de particular destaque, na intervenção do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. A afirmação internacional do português continuou a ser sublinhada pelo Vogal do Conselho Diretivo do Camões I.P., que a justificara através, nomeadamente, do facto de se tratar da 5.ª língua mais falada do mundo, marcar presença em 32 organizações internacionais e regionais, ser uma porta de entrada para outras línguas e uma língua de ciência, além do próprio valor económico, pelas trocas comerciais em que participa ou que viabiliza. «A presença da diáspora portuguesa em 178 países é igualmente já reveladora da própria importância do domínio do português.», acrescentou o responsável do Camões, I.P., aduzindo que, no caso do Canadá, «o país está entre os 17 países onde a língua portuguesa é ensinada a nível dos ensinos básico e secundário; e entre os 77 países em que o Camões, I.P. apoia a oferta da língua portuguesa a nível do ensino superior».

Procedeu-se ainda à entrega de sete certificados de proficiência linguística a alunos de português, no âmbito da certificação do ensino de português no estrangeiro do Centro de Exames de Otava. E, para premiar o aluno com melhor resultado nos exames de certificação relativos ao ano letivo de 2017/2018, foi ainda ao mesmo entregue uma bolsa, pela representante do Escritório de Representação da Caixa Geral de Depósitos – Toronto, Marisol Ribeiro, em parceria com a Coordenação do Ensino Português no Estrangeiro – Canadá/Camões, I.P.

O almoço a todos os participantes foi gentilmente oferecido pelo Embaixador de Portugal no Canadá, João da Câmara, e teve lugar na sua residência.

O sucesso da iniciativa, muito bem recebida pelos professores, ficou patente nas várias atividades realizadas ao longo do dia de trabalho. «A verdade é que acreditamos deveras na importância deste Simpósio, para que, todos juntos, possamos pensar em conjunto e debater a uma só voz algumas das principais questões do ensino do português como língua pluricêntrica. E foi precisamente tal que aconteceu, também de acordo com os comentários que recebemos.», afirmou Anabela Rato, professora auxiliar do Departamento de Espanhol e de Português da Universidade de Toronto, e Presidente desta associação, que conta já com 60 membros associados.

CATPor

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close