Comunidade

Festas do Senhor Santo Cristo

As Festas do Senhor Santo Cristo em Brampton

 

A igreja de Nossa Senhora de Fátima em Brampton celebrou mais uma vez as Festas em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Milhares de pessoas vindas de várias partes do Ontário, Quebeque e Estados Unidos da América deslocaram-se à cidade de Brampton.

De 8 a 11 de setembro a igreja portuguesa de Brampton engalanou-se a preceito para festejar o Ecce-Homo, naquela que é já conhecida pela maior festa religiosa no sul do Ontário. E que engloba milhares de peregrinos vindos de várias partes do Canadá e Estados Unidos da América. O cumprimento de promessas, por angústias e doenças que afetam a todos, é o objetivo de muitos.

Esta festa teve o seu início no ano de 2006, pela irmandade do S.S. Cristo liderada pelo Guido Pacheco que, ao longo dos 11 anos que se realiza, recebeu a confiança e aumentou o número de devotos que hoje se deslocam de várias cidades no Ontário onde há portugueses para assistirem e participarem na maior festa religiosa com origem na ilha de São Miguel que se realiza nos Açores.

 

Um fim de semana cheio de significado

 

Entre nós, os festejos começaram com uma missa de cura dos doentes que encheu a igreja, e teve como pregador o Reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres em Ponta Delgada, Cónego Adriano Borges.

No ‘’Dia do Doente’’ foi celebrada Missa de Cura e Bênção especial para os doentes, pelo Cónego Adriano Borges.

Nesta cerimónia também houve a bênção da nova Capa que foi oferecida pela Associação Feminina do Senhor Santo Cristo. Depois das cerimónias religiosas foi a vez da abertura da iluminação da igreja, arraial com música a cargo do DJ Elite Soundsations, bar e petiscos.

No sábado, numa linda tarde de sol, aconteceu a Mudança da Imagem com procissão á volta da Igreja, acompanhada pelas Filarmónicas de Santa Cecília de Fall River, Massachusetts, EUA e da Banda Filarmónica de Montreal, Quebeque, com centenas de promessas que seguiram atrás da Imagem do Ecce-Homo. Depois da Imagem dar entrada na igreja foi celebrada a Santa Missa com o templo completamente cheio com gente até fora da porta para assistir à Eucaristia.

 

Uma procissão majestosa a percorrer as ruas de Brampton

 

Mais tarde foi a vez do arraial ao ar livre com concerto pela Filarmónica de Santa Cecília de Fall River e entretenimento com os artistas Lucy e Bella, Michelle Tavares a Banda ‘’Tabú’’ com o vocalista Tony Gouveia, a terminar a noite algo fria de sábado.

No domingo, num fabuloso dia de sol, foi a grande festa que começou pelo meio-dia com a Missa Solene, pelo bispo John Boissonneau, seguindo-se a majestosa procissão que percorreu algumas ruas da área, acompahada  por quatro filarmónicas, Santa Cecília de Fall River, EUA, Banda de Montreal, Quebeque, Banda do Senhor Santo Cristo de Toronto e Lira Portuguesa de Brampton.

Diversos grupos da paróquia seguiram a imagem do Senhor Santo Cristo. Várias entidades políticas também marcaram presença na procissão, tais como Martin Medeiros, vereador dos bairros 3 e 4 em Brampton, Linda Jefrey, presidente da Câmara Municipal de Brampton e dois visitantes dos Açores, Paulo Teves, diretor regional das Comunidades, Rui Bettencourt, Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas dos Açores e Carlos Botelho, diretor da Sata Internacional em Toronto.

No final houve pregação pelo Cónego Adriano Borges junto á igreja, e os respetivos agradecimentos do presidente da irmandade, Guido Pacheco, que dedicou esta festa à sua mãe já falecida e a todos as mães portuguesas como também ao Pe. Andrzej Chilmon.

Seguiu-se logo depois recolha da imagem á igreja com despedida ao som dos acordes do Hino do Senhor Santo Cristo pelas quatro Filarmónicas.

Pela tarde dentro houve arraial com concerto pelas Filarmónicas de Montreal e Brampton e atuação de vários artistas. Começou com o cantor Arlindo Andrade vindo dos Estados Unidos da América, Mário Marinho e a surpresa da noite a encerrar a festa, Lídia de Sousa. O programa no sábado e domingo foi apresentado por António César.

O último dia dos festejos, foi marcado com um cortejo de oferendas á volta da igreja, seguindo-se a celebração de uma Missa de Ação de Graças. Após a Missa houve arrematações e leilão de ofertas no salão de festas e fecho dos festejos com música

 

Por: João Silva


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close