Comunidade

Casa das Beiras celebra Natal com animais exóticos

As crianças e os adultos vestiram-se a rigor para o pequeno-almoço de Natal organizado pela Casa das Beiras de Toronto no passado domingo (15 de dezembro). Os mais novos tiveram a oportunidade de colorir livros e as famosas “gingerbread cookies”. Os mais gulosos experimentaram panquecas e waffles com marshmallows, pepitas de chocolate e maple syrup e não faltaram bacon e ovos, como manda a tradição na América do Norte.

Jennifer Machado, uma das participantes, já tem uma lista de presentes para o Natal e este ano a família volta a reunir-se lá em casa. “A mais velha quer um computador portátil, a mais nova ainda não é tão exigente e só pediu roupa. Aqui os miúdos têm tudo e depois chega o Natal e sabem o que pedir (risos). No Natal fazemos trabalhos manuais e cozinhamos, juntamos sempre a família toda lá em casa. Acho que este horário matinal é bom sobretudo para as crianças e um pequeno-almoço com o Pai Natal é sempre uma boa ideia”, informou ao Milénio Stadium.

Este ano, pela primeira vez, as crianças tiveram a oportunidade de estar em contacto com alguns animais mais exóticos. Lagartos, hamster, furões, porcos da Índia, tartarugas e cobras foram algumas das espécies que tentaram ganhar a confiança dos mais pequenos. A empresa veio diretamente de Brampton e duas técnicas foram explicando pacientemente aos mais novos a origem dos animais e as suas características. Destaque para uma cobra piton albina que despertou a curiosidade das crianças e dos adultos e os mais corajosos quiseram tirar uma fotografia com a cobra ao pescoço. A espécie é rara e não é venenosa e o facto de ter uma coloração clara torna a cobra um alvo fácil para os predadores no seu habitat natural.

Em declarações ao nosso jornal, Bernardino Nascimento, presidente da Casa das Beiras de Toronto, revelou estar satisfeito com o novo modelo do evento. “Acho que o pequeno-almoço é uma boa ideia para as crianças e para os pais. Em vez de fazermos uma festa à noite, quando os pais acabaram de sair do trabalho e as crianças já estão aborrecidas com sono, optámos por voltar a fazer o pequeno-almoço com o Pai Natal.  Assim celebramos a magia desta época e levamos alguma felicidade às crianças. Penso que o modelo vai continuar no próximo ano”, defendeu.

Desta vez o Pai Natal entrou na associação pela chaminé e distribuiu dezenas de prendas por crianças de várias idades. Os pais aproveitaram para tirar fotografias com o Pai Natal e o presidente da associação revelou à nossa reportagem os seus desejos para 2020. “Gostava que tivéssemos uma nova direção e que um jovem me substituísse na presidência. Logicamente que não iria virar as costas a esta coletividade e ia estar sempre disponível para ajudar. Acho que precisamos de sangue jovem para dar continuidade ao nosso trabalho e de vitalidade para fazer diferente. A minha mãe vive em Portugal e não está muito bem de saúde. Vou passar este Natal com ela e devo ficar em Portugal três semanas para matar as saudades de casa”, adiantou.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER