Comunidade

BIA Little Portugal com orçamento anual de $317,000

Toronto tem 82 BIA que representam mais de 20,000 comerciantes – é a maior concentração de Business Improvement Areas (BIA) da América do Norte. Ao todo geram uma receita superior a $10,000,000 que é aplicada no embelezamento das ruas e passeios, na realização de festivais de rua, em campanhas públicas de limpeza e de prevenção de crime.

No verão, os espaços verdes registam uma grande procura e embora a manutenção seja da responsabilidade da Câmara Municipal de Toronto, as BIA’s funcionam como uma espécie de intermediário entre poder municipal e cidadãos. Uma BIA pode representar entre 50 a 2,000 pequenos comerciantes e a área de negócios é bastante variada, vai desde a indústria leve ao entretenimento.

AnaBela Taborda é BIA do Little Portugal desde 2014 e diz que para já a grande prioridade é a unificação. “Agora represento uma área maior com cerca de 2 km e 300 metros. Temos alguns problemas com graffitis e às vezes até pintam os próprios vidros das lojas. Remover um graffiti pode custar cerca de $600. Temos também problemas com os passeios que são mais estreitos e por isso não conseguimos plantar árvores porque quando elas crescem acabam por incomodar”, contou ao Milénio Stadium.

Com um orçamento anual de $317,000, esta BIA representa 274 propriedades e cerca de 312 negócios, sendo que cada um deles contribui com um imposto que varia entre os $600 e os $900 num ano, consoante o valor da propriedade. Até agora o Galo de Barcelos era o símbolo que identificava a área, mas em agosto a BIA deverá ter um novo símbolo. “Vamos manter a identidade portuguesa; atrair mais comerciantes e atualizar a informação das duas áreas que agora passam a estar concentradas numa única BIA. Estamos a receber propostas e até final de agosto devemos ter uma nova imagem”, informou.

A BIA representa um único espaço verde – a St. Clarens Parkette, junto à Igreja de Santa Helena, na Dundas Street West. “Vamos tentar incluir plantas nativas na nossa área, mas nós só podemos fazer sugestões porque os espaços verdes são da responsabilidade da autarquia. Por exemplo, já solicitei mais caixotes do lixo, mas nem sempre a largura dos passeios o permite. De uma forma geral tentamos manter estes espaços limpos, atrativos, confortáveis e seguros”, adiantou.

Joana Leal

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close