Local

Cerimónias do Remembrance Day com distância social

Cerimónias do Remembrance Day-canada-mileniostadium
Twitter Justin Trudeau

 

A pandemia obrigou a cancelar as tradicionais cerimónias de homenagem aos soldados que perderam a vida em combate em Ontário e em Otava, mas a ideia manteve-se – recordar aqueles que deram a vida pelo seu país. A data foi assinalada em todo o país através de comemorações marcadas pela distância social. As cerimónias foram transmitidas virtualmente para travar a propagação da COVID-19.

Em declarações ao Milénio Stadium, Armando Branco, presidente da Liga dos Combatentes do Núcleo de Ontário, admitiu que a associação não deixou passar a data em branco. “Alguns dos elementos do nosso Núcleo foram até ao cemitério de Oakville para deixar uma coroa de flores no nosso monumento que homenageia os ex-combatentes, de origem portuguesa e canadiana, que perderam a vida em combate”, avançou.

Na semana passada a rede de supermercados americana Whole Foods proibiu os seus funcionários das 14 lojas canadianas de usarem uma papoila na sua farda durante o trabalho, uma decisão que acabou por ser revertida pelo governo de Ontário e que mereceu críticas do PM canadiano Justin Trudeau. Branco felicitou a atuação do governo e considerou a medida “inadmissível”. “Ainda bem que o governo colocou um ponto final nesta medida, é lamentável que uma empresa tenha uma atitude desta natureza”, disse.

O ano de 2020 vai ficar na história por ser o ano da pandemia de COVID-19, mas foi também o ano em que o Núcleo perdeu um dos seus estimados membros, o Sargento paraquedista Eduardo Resende, um dos fundadores do Núcleo de Ontário. “Recordamos com muita saudade o Sargento Resende que faleceu em junho, foi uma pessoa extraordinária por todos os feitos que alcançou e vai ficar para sempre na nossa memória, as nossas condolências à família enlutada”, lamentou.

Cerimónias do Remembrance Day-canada-mileniostadium
Foto: Combatentes do Núcleo de Ontário

Bento São José, presidente honorário Liga dos Combatentes do Núcleo de Ontário, recebeu recentemente uma medalha de mérito do Estado português pelos serviços prestados à comunidade, uma cerimónia a que Armando Branco não pôde comparecer, mas que encheu o Núcleo de orgulho. “O Núcleo esteve presente através das pessoas de António Barreto (tesoureiro) e Fernando Martins (secretário) e é uma honra enorme para nós que o Estado português tenha condecorado o Bento São José”, informou.

Nos últimos meses vários monumentos públicos têm sido grafitados no Canadá e um pouco por todo o mundo. Um dos últimos monumentos canadianos a ser vandalizado com grafitis foi o túmulo do soldado desconhecido localizado em Otava. Um ato condenado por Armando Branco que, segundo o presidente do Núcleo, deveria ter consequências para o seu autor. “É uma falta de respeito pelos soldados que morreram em combate e pela nossa história coletiva canadiana. Não me cabe a mim decidir, mas creio que a justiça deveria endurecer as penas para este tipo de atitude”, referiu.

Cerimónias do Remembrance Day-canada-mileniostadium
Foto: Combatentes do Núcleo de Ontário

Com a pandemia o Núcleo ficou com alguns dos seus sonhos em suspenso, mas logo que possível espera reativar os projetos. “Com o vírus o nosso Centro de Dia para Combatentes, uma parceria com os clubes portugueses, ficou suspensa e não existem condições para transportar os nossos veteranos na carrinha que a LiUNA disponibilizou. A festa de aniversário do Núcleo também acabou por ser cancelada e a nossa revista anual ainda não saiu, mas vamos fazer os possíveis para lançá-la antes do Natal”, antecipou.

Os tempos são de incerteza e segundo a Royal Canadian Legion, responsável pela campanha da papoila no país, alguns veteranos enfrentam stress, ansiedade e depressão. A Liga dos Combatentes do Núcleo de Ontário não tem identificado este tipo de problemas nos ex-combatentes de origem portuguesa, mas Branco pede aos membros para continuarem a cumprir com as diretrizes de saúde pública até que a população receba a tão aguardada vacina. “Fazer sacrifícios pelo bem coletivo é uma causa a que os veteranos estão habituados, choca-me que algumas pessoas continuem a não usar máscara, a não cumprir a distância social e a não evitar saídas desnecessárias. Procurem manter a calma e mantenham a esperança e a fé porque vamos cumprir esta missão”, apelou.

Com mais três anos de mandato pela frente Armando Branco espera que 2021 seja um ano diferente e aproveitou para deixar uma mensagem aos ex-combatentes portugueses de que tenham um bom Natal “dentro do possível”.

Joana Leal/MS


 

Dia de Recordação e Memórias dos Ex-Combatentes-canada-mileniostadium

Dia de Recordação e Memórias dos Ex-Combatentes

O dia 11 de novembro é todos os anos recordado com respeito e orgulho pelas vidas que se perderam ou dos que ficaram incapacitados e que com todo o brio, defenderam as Bandeiras das suas Pátrias até à última gota de sangue, para que o mundo livre de hoje pudesse desfrutar da paz e liberdade em que vivemos.

Enquanto vivos devemos manter este respeito, por todos os Veteranos das diversas guerras e incutir nas novas gerações o valor e o brio com que os seus antepassados tiveram que lutar para eles pudessem hoje desfrutar de tudo o que os rodeia.

Deste modo, não podia a Liga dos Combatentes – Núcleo de Ontário deixar de realizar uma pequena cerimónia junto do nosso monumento no cemitério de Glen Oaks em Oakville e de acordo com as diretivas atuais, de modo a homenagear os Ex-Combatentes Portugueses e Canadianos.

A todos os Ex-Combatentes em vida desejamos votos de tudo de bom, com saúde, e como sempre Ex-Militares cumpridores de ordens, sejamos cautelosos e seguidores das diretrizes que nos são dadas no nosso dia a dia.

Bem haja.

Pela Direção da Liga dos Combatentes – Núcleo de Ontário,

Armando Branco/Presidente

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER