Editorial

Páscoa para Jesus

A 21 de abril, os cristãos celebram o Domingo de Páscoa. A Páscoa, que tem também o nome de Pacha ou Domingo de Ressurreição, celebra a ressurreição de Jesus de entre os mortos, que é descrito no Novo Testamento como tendo acontecido ao terceiro dia após a morte, depois da sua crucificação pelos Romanos na colina do calvário, em 30 d.C. A designação desta celebração como “Páscoa” vai ao encontro do nome de uma Deusa pré-Cristã, Eostre, em Inglaterra, que era celebrado no início da primavera.

A celebração da ressurreição de Jesus tem sido controversa para muitos e é um evento muito pessoal para cada um de nós. Apesar de narrada como uma ressuscitação funcional do corpo, alguns desafiam esta teoria como não mais do que uma ilusão convenientemente espalhada pelos apóstolos nas suas escrituras. Se escolhermos acreditar nas escrituras, e concluir que sem passado não pode existir futuro, então devemos aceitar a história teológica. Supondo que Jesus morreu pela salvação do Homem, põe-se a questão do porquê? Vamos imaginar Jesus a ser torturado, humilhado e, por fim, crucificado e morto. Durante este período imagine o que estaria a passar pela Sua cabeça. Talvez estivesse a questionar se o homem era capaz de Lhe fazer isto depois de tantos anos a pregar compaixão, igualdade, bondade e todas as outras virtudes divinas, então o que iriam fazer ao homem comum? Quem sabe se Ele pensou que a sua morte foi em vão e que talvez a sua mensagem teria sido mais eficaz se tivesse continuado vivo? Nos dias de hoje, no mundo em que vivemos e no Cristianismo, vemos os ensinamentos de Jesus a serem usados e abusados. O dinheiro era o principal tema sobre o qual Jesus pregava contra, mas a realidade resultou na criação de igrejas e organizações, que através do “temor a Deus”, se tornaram numa das maiores e mais poderosas instituições financeiras do mundo.

Hoje, o Cristianismo é celebrado através da adoração de símbolos, em que acreditamos e olhamos como sendo de caráter sagrado, como é o caso da ressurreição de Jesus.
Jesus deve chorar pelo estado atual da Sua igreja e pela mensagem difundida pelos apóstolos dos tempos modernos. Milhares dos seus discípulos conduziram vidas onde o abuso de crianças era visto como aceitável e a punição por esses crimes era insignificante. A Páscoa e a Ressurreição deveriam ser uma celebração do Cristianismo e da limpeza das nossas almas, no entanto, uma visão geral do estado do Cristianismo demonstra que, apesar de se esperar que não desistamos, a luta contra o diabo está praticamente perdida, principalmente se analisarmos o comportamento dos apóstolos modernos.

Viver bem connosco requer uma análise do significado que tem para nós esta quadra pascal. Se a Páscoa se tornou uma celebração de gula e embriaguez, praticada por muitos, então isto prova que o diabo ganhou. Talvez tudo o que é preciso é que, durante todo o ano, não esqueçamos os 10 mandamentos em vez de agirmos como cristãos apenas na Páscoa e noutros feriados. Deveriam ser ignoradas todas as igrejas cujo principal objetivo é o ganho financeiro, num mundo onde a santidade de Jesus é celebrada.
Paz e Bondade para todos vós.

Easter for Jesus

On the 21st of April, Christians celebrate Easter Sunday. Easter, also called Pacha or Resurrection Sunday, celebrates the resurrection of Jesus from the dead, which is described in the New Testament as having occurred on the third day of His burial, after His crucifixion by the Romans at Calvary C. 30AD. The naming of the celebration as “Easter” seems to go back to the name of a pre-Christian Goddess in England named Eostre who was celebrated at the beginning of Spring.

The celebration of Jesus resurrection has been controversial for many and is a very personal event for each of us. Although reported as a functional body resurrection, some may challenge this theory as nothing more than an illusion conveniently spread by the apostles in their writings. If we decide to believe the writings and conclude that without a past there can’t be a future, then we must accept theological history. If Jesus died for the salvation of men, the question becomes why? Let’s imagine Jesus being tortured, demeaned and finally crucified and killed. Imagine what may have been going through His mind throughout this period. Perhaps He was questioning that if men could do this to Him after years of preaching compassion, equality, goodness and all other Godly virtues, what would men do to each other? Who knows if He thought that His death was in vain and that perhaps His message would have been more effective had he remained alive? Forward to the current day world and Christianity, we find Jesus teachings being used and abused. The main thing that Jesus preached against was money, but reality resulted in the creation of churches and organizations, which through religious fear, became some of the biggest financial institutions in the world.

Today, Christianity is celebrated by the adoration of symbols which we look at and believe as being saintly in the same manner as Jesus resurrection.
Jesus must cry for the current condition of His church and the message that modern day apostles spread. Thousands of His disciples lead lives where children abuse was acceptable and punishment for the crimes negligible. Easter and Resurrection should be a celebration of Christianity and the cleansing of souls, but an overview of the status of Christianity reveals that the fight with the devil has been mostly lost and we are expected to go along with it, particularly if we analyze the behaviour of the modern-day apostles.

Living inside our skin requires an examination of what Easter means to us. If Easter has become a celebration of gluttony and drunkenness as practiced by many, then this shows that the devil has won. Perhaps all that is needed is a look at the 10 commandments the entire year instead of pretensions of Christians on Easter and other holidays. Churches whose main goal is financial gain in a world where the goodness of Jesus is celebrated, should be ignored.

Peace and Goodwill to all of you.

Manuel DaCosta

Cartoon: Stella Jurgen

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close