Editorial

Feliz Novo Covid 2021

Editorial

Feliz Novo Covid 2021-canada-mileniostadium
Cartoon by Stella Jurgen

Nos últimos dias foram trocadas biliões de mensagens com desejos de um 2021 feliz e próspero. Certamente que aqueles que as enviaram estavam a ser sinceros nas suas pronúncias, no entanto, é pouco provável que, no final do ano, os mensageiros verifiquem se os seus desejos de felicidade se concretizaram. Correndo o risco de me assemelhar ao scrooge, será que interessa os resultados dos desejos e se as pessoas que só o contactam uma vez por ano, enviando desejos sentidos, estão a tentar que você se sinta melhor ou eles próprios?

Enquanto 2020 se transformava em 2021, muitos de nós estávamos a ver espetáculos de todas as partes do mundo, exibindo cenas elaboradas de uma combinação de luz e som, com todas as complexidades que são necessárias para serem transmitidos ao mundo. Apesar de ser visualmente apelativo, será que o gasto de milhões de dólares era necessário para dar as boas-vindas a um novo ano que, tal como 2020, é atormentado por uma pandemia que não tem fim à vista? Talvez o dinheiro tivesse sido mais bem investido a alimentar os pobres, cujo número está a aumentar catastroficamente. O ponto de partida para 2021 é de que NINGUÉM ESTARÁ A SALVO ENQUANTO NÃO ESTIVERMOS TODOS A SALVO, mas num mundo onde deveríamos estar todos juntos nisto, por favor, entenda que não estamos. Atualmente o mundo está mais fraturado que nunca devido à agitação política e prevê-se que continuará assim no futuro. É a isto que temos de nos ajustar, e não à Covid, ou a outras pandemias.

A maioria dos governos anunciaram programas de vacinação que supostamente irão salvar o mundo de si próprio. Após a inicial euforia da disponibilização da vacina, tem-se falado pouco sobre os sucessos e/ou fracassos no avanço da vacinação. Como já é habitual, os governos apenas disponibilizam a informação que pretendem que o cidadão saiba, contudo parece que o interesse está no drama político dos ministros irem de férias. O confinamento continua, mas com liberdade suficiente que permite a deslocação livre das pessoas. Na minha perspetiva, o confinamento não tem funcionado e as pessoas não estão a cumprir as mensagens aleatórias dos governos que não seguem as regras que eles próprios impõem. O questão é que os dois princípios básicos do confinamento não estão a ser seguidos, e estes são o uso de máscara e o distanciamento social e, além disso, não podemos depender destes para resolver o problema da pandemia.

Esta semana, o Milénio Stadium discute o conceito de esperança para 2021. Para a maioria de nós, a palavra esperança tem diferentes significados. Pode significar coisas melhores que estão por vir e/ou coisas piores que estejam a caminho. Independentemente do lado em que se encontra, a esperança providencia um caminho que nos faz pensar em como as coisas poderiam ser, faz-nos analisar e abraçar todas as mensagens maravilhosas que recebemos no início do ano. O que quer que seja que signifique para si, faça com que seja importante na sua vida e, se possível, viva de acordo com as suas regras e crenças para voltar ao seu normal. Existem cobardes suficientes no mundo que tentarão descarrilar a sociedade com o intuito de abalar a fé positiva que muitos de nós prezamos. Outra questão que o Milénio irá abordar relaciona-se com a controvérsia de viajar para o estrangeiro durante a pandemia. São muitos os que estão contra esse conceito mas, na minha opinião, se forem implementadas as precauções necessárias não deverão surtir consequências negativas se desejar viajar. É certo que os governos têm sido lentos na implementação de medidas de precaução para viajantes, no entanto, com a abordagem certa que inclui testes antes e depois de uma viagem, pode-se fazê-lo em segurança.

A todos os leitores, colaboradores e apoiantes do Milénio Stadium e do MDC Media Group, quero desejar um ano repleto de esperança e aspirações e que todos nós trabalhemos para conquistar a confiança de que o mundo será um lugar melhor. Assim que estivermos curados da Covid, lembre-se que todos os outros problemas que oprimem a sociedade permanecerão, por isso temos muito trabalho pela frente. Esse é o mundo em que vivemos e que teremos de abraçar novamente quando a normalidade regressar. A Covid é nada mais do que um estalo na cara de uma sociedade que vinha a ignorar muita das crenças básicas da humanidade. Pelo menos, é assim que vejo as coisas. Fique bem em 2021.

Manuel DaCosta/MS


Happy New Covid 2021

Feliz Novo Covid 2021-canada-mileniostadium
Cartoon by Stella Jurgen

Billions of messages wishing people a happy and prosperous 2021 were exchanged in the last few days. Surely those who sent them were sincere in their pronunciations but it is doubtful that the messagers will follow up at the end of the year to check if their happy wishes actually came through. But at the risk of sounding scroogejadicious, does it really matter what the results of the wishes were and if the people who you hear from once a year sending you their heartfelt wishes were trying to make you feel better or themselves?

As 2020 turned into 2021 many of us were watching shows across the world exhibiting elaborate spectacles of light and sound combined with all the intricacies which are required for broadcasting around the world. While visually appealing, were the millions of dollars spent really necessary to welcome a year which like 2020 is racked by a continuing pandemic with no end in site? Perhaps the money would have been better spent to feed the poor who are increasing in catastrophic numbers. The bottom line for 2021 is that NO ONE WILL BE SAFE UNTILL ALL OF US ARE SAFE, but in a world where we are supposed to be in this together, please understand that we are not. The world is currently more fractured than ever due to political upheaval and it will be for the foreseeable future. This is what we have to adjust to, not Covid, or other pandemics.

Most governments have announced vaccination programs which are supposedly going to save the world from itself. After the initial euphoria of vaccine availability very little has been heard about the successes and/or failures of how the inoculations are progressing. Per usual governments only release the information they want us to hear but it seems that most interest is in the political drama of ministers going on vacations. Lockdowns continue but with enough freedom to allow people to move freely. From my perspective these lockdowns have not worked and people are not complying with haphazard messaging from governments who do not follow their own imposed rules. The simple fact is that the two basic tenets of the lockdowns are not being followed which are mask usage and social distancing and these cannot be depended on to solve the pandemic problem.

This week’s Milénio Stadium discusses the concept of hope for 2021. To most of us hope has different meanings. It can mean better things to come and/or worst things may be on the way. Regardless of which side you are on, hope provides a path to make us think about what things could be and to analyse and embrace all those wonderful messages received at the beginning of the year. Whatever it means to you make it count in your life and if possible live by your own set rules and beliefs to get to your normal. There are enough cowards in the world who will try to derail society for purposes of crushing the positive faith that many of us treasure. Another question Milénio will be asking is in regard to the controversy of travelling abroad during a pandemic. Many are against the concept but in my personal view if proper precautions are implemented there should not be negative consequences should you wish to travel. Admittedly governments have been slow in implementing precautionary measures for travellers but from with the right approach which includes testing before and after the trip, travelling can be done safely.

To all the readers and supporters and collaborators of Milénio Stadium and MDC Media Group, I want to wish you a year of full of hope and aspirations and that we all work to achieve the confidence that the world will be a better place. Once we are cured of Covid remember that all other problems that oppress society will still be here, so we have a lot of work ahead of us. But that’s the world we lived in and will have to embrace again when normalcy returns. Covid is but a slap in the face to a society which was ignoring many of the basic of beliefs of humankind. That’s the way I see it anyway.  Be well in 2021.

Manuel DaCosta/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER