EditorialBlog

Distanciamento Social do Trabalho

Distanciamento Social do Trabalho - mileniostadium-editorial-canada
Cartoon by @stellajurgen

Distanciamento Social do Trabalho

Com o aproximar do Dia do Trabalhador que ocorre na primeira segunda-feira de setembro, no Canadá, as pessoas descansam mais uma vez. O Dia do Trabalhador foi criado no seguimento de uma campanha pelos direitos laborais e para celebrar as conquistas de cada trabalhador ao dar-lhes um dia livre para se recomporem, descansarem e abarcar as coisas importantes criadas pelos frutos do trabalho. No Canadá, a sua origem refere-se ao Toronto Printers Union, em dezembro de 1872.

Refletindo na presente situação laboral no Canadá e no seu futuro, vêm à tona uma série de questões resultantes da discussão do que é o trabalho hoje em dia e a abordagem nacionalista que muitos expõem referindo-se a atitudes protecionistas. Talvez a minha visão de trabalho atualmente, que na sua maioria é controlado pelos poderosos sindicatos, tem sido nublada por regulações impostas por vários departamentos do Governo que, em conjunto com os sindicatos, criam um labirinto para os empregadores navegarem.

Um pensamento que me vem frequentemente à cabeça é o porquê de alguém querer ser o empregador quando, na sociedade atual, todos os aspetos do negócio são controlados por alguém exceto pelo dono. A proliferação de advogados de trabalho e outros representantes legais que incentivam o litígio de tudo e mais alguma coisa, cria uma atmosfera de incivilidade onde o contacto com os empregados acaba por ser desencorajado e toda a comunicação é feita de forma escrita. É aqui que a organização deveria intervir para manter um equilíbrio entre mão de obra e gestão? Espera-se que não, mas parece existir pouca vontade para melhorias.

Atualmente, a política e a cultura estão entrelaçadas providenciando medidas protecionistas sob a bandeira da Covid-19. O Trump com a defesa de comprar apenas o que é americano e Ford com a mensagem de comprar o que é feito em Ontário, pode parecer um passo positivo no apoio aos negócios e à sua viabilidade. A longo prazo, o protecionismo não nos ajudará a salvaguardar-nos de outras economias e será uma política difícil de ser alterada e que, no futuro, resistirá à mudança. O efeito psicológico do encerramento da economia terá consequências prolongadas, que perdurarão por muitos anos. As falsas expetativas de uma melhoria económica podem estar a fornecer uma falsa sensação de conforto para muitos trabalhadores e negócios no Canadá. Tal como muitos sugerem, o pior ainda está por vir. A economia atual, com algumas exceções, tal como o setor da construção, é falsa e não é sustentável.

É necessário um esforço cooperativo através do uso de pensamento critico para que a mão de obra e gestão consigam superar os desafios que se avizinham. A mensagem negativa de alguns, onde as soluções propostas nunca são boas o suficiente porque não servem um dogma político, não ajudarão os trabalhadores que professam servir.

Sim, é um mundo diferente, mas o resultado final baseia-se no facto de que as nossas cidades, províncias e países apenas podem funcionar se trabalharmos para conquistar uma visão que traga prosperidade e proteção a todos os canadianos. Todos os trabalhadores devem ser elogiados pelo seu trabalho, e não serem doutrinados para resistirem à atual realidade do mundo.

Obrigado àqueles que todos os dias dão o melhor de si para providenciar um futuro melhor para si e para a sociedade.

Feliz Dia do Trabalhador!


in english

Distanciamento Social do Trabalho - mileniostadium-editorial-canada
Cartoon by @stellajurgen

Labour Social Distancing

As we approach another Labour Day which occurs on the first Monday in September, people in Canada rest once again. Labour Day was created to campaign for labour rights and to celebrate the achievements of workers by giving them a day off work to reconnect, leisure and embrace the important things that the fruits of labour create. Its origins in Canada can be traced to the Toronto Printers Union in December 1872.

Reflecting on the current labour situation in Canada and its future, a number of issues come to the forefront which are the result of deliberating what labour is today and the nationalistic approach many are expounding pertaining to protectionist attitudes. Perhaps my view of current labour, which for the most part is controlled by powerful unions, has been fogged by regulations being imposed by many government departments which in combination with syndicates, create a labyrinth for employers to navigate. Often it crosses my mind as to why anyone would want to be an employer in today’s society where every aspect of your business is controlled by someone except the Owner. The proliferation of labour lawyers and other legal representatives which incentivizes litigation for everything and much more, creates an atmosphere of incivility where contact with employees is discouraged and all communication is done in written form. Is this where organizations should go to keep a balance between labour and management? It is hoped not, but there appears to be little appetite for improvement.

Presently, politics and culture are interlaced providing protectionist measures under the banner of Covid. Trump’s buy USA only and Ford’s buy Ontario banners may appear to be a positive step in supporting business and their viability. In the long run, protectionism is not going to be helpful to safeguard ourselves from other economies and will become an ingrained policy which will resist change in the future. The psychological effects of having shutdown our economy will have lingering effects for many years. False expectations of an improving economy may be providing fake comfort to many workers and business in Canada as most suggest the worst is still to come. The current economy, with some exceptions, such as the construction sector is fake and not sustainable.

A co-operative effort using creative thinking is required from labour and management as essential in leaping over the challenges ahead. Negative messaging from some, where proposed solutions are never good enough because they don’t serve a political dogma will not help the workers they profess to serve.

Yes, it’s a different world but the bottom line is that our cities, provinces, and countries can only function if we work to achieve a vision which will bring about prosperity and protection for all Canadians. Every worker should be lauded for their work, not indoctrinated to resist the current reality of the world.

Thank you to those who give of themselves every day to provide a better future for themselves and society.

Happy Labour Day!

Manuel DaCosta

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW