Editorial

Aqui Gatinho, Gatinho

Editorial

Os animais têm um papel na vida de toda a gente. Quer os adore ou os odeie, são uma presença constante de companheirismo, comida ou como atração visual.

Para além de alimento, há milhares de anos que os animais têm sido adotados pelos humanos como animais de estimação. Em 2018, os americanos gastaram cerca de 80 milhões na aquisição e cuidado de animais de estimação, com 33 milhões a serem gastos somente em comida. O Canadá representa 10% da soma total. Sessenta e oito por cento da população tem um animal de estimação. Os Millennials e a Geração Z são os maiores detentores de animais de estimação, com gastos que rondam os $80 mensais, dependendo da idade do animal.

O que é um animal de estimação? A sua principal função é ser a companhia de alguém ou contribuir para o seu entretenimento. São habitualmente escolhidos pela sua aparência atrativa, inteligência e pela personalidade – que deve garantir um bom relacionamento. Dois dos animais de estimação mais populares são os gatos e os cães, mas podemos incluir outros animais como coelhos, porcos, roedores, lagartos, cobras, peixes, etc. Os donos de animais de estimação, normalmente, têm-nos por uma questão de proteção, tanto física como emocional. A população global dos animais de estimação mais populares são mais de 220 milhões de gatos e 200 milhões de cães.

Na segunda-feira, 20 de janeiro, 2020, Mike Sloan de London, Ontário, morreu de cancro no pâncreas. Decidiu terminar a sua vida para acabar com a dor. No seu desejo final, pediu aos que o rodeavam para darem o seu amor ao seu gato Chubby. Não é algo novo a dedicação a animais de companhia, mas numa sociedade que se vê desprovida de relações pessoais, as pessoas estão a virar-se para animais. Por muito que seja uma afirmação triste numa sociedade que precisa que os animais de estimação substituam as pessoas, é a realidade da vida.

A um sem-abrigo na interseção de Lakeshore e Jameson, enquanto pedia esmola, foi-lhe pedido que descrevesse o seu animal de companhia. Ele disse “O meu cão é a minha vida e eu não tenho mais ninguém. Tem olhos amarelos lindos, com linhas de rímel nos lados, as suas orelhas são caídas e a cara enrugada com pele pendurada. As suas patas são enormes e a sua cauda longa. Olha-me com amor e eu nunca o abandonarei para ir para um abrigo onde ele não possa ficar. O meu cão sofre comigo, somos iguais”. A maioria não pode descrever a sua companhia humana da mesma forma.

Histórias verídicas como esta são exemplos puros dos sentimentos genuínos da ligação entre um homem e um cão, que precisam um do outro. Os animais garantem uma escapadela onde há a necessidade de amor incondicional. Providenciam visão àqueles que não conseguem ver e ocupam um lugar onde poderia estar um ser humano.

Existem, claro, fatores prejudiciais de ter um animal de estimação. O custo dos cuidados e a atenção exigida constantemente são fatores que condicionam muitos quando pensam ter animais de companhia. Várias pessoas adotam animais perigosos e/ou exóticos sem pensar nas consequências ligadas às obrigações, caso os animais causem algum dano aos outros. Os donos irresponsáveis deveriam ser banidos de ter animais de estimação que espelham o seu próprio comportamento agressivo.

Apanhar as necessidades do seu cão com um saco plástico é sempre uma fonte de entretenimento. Sempre me perguntei para onde vão todas as fezes e sacos plásticos sem serem reciclados. Não deixe que a Greta descubra.

Esta manhã, vi pessoas a passear os seus cães na neve e gelo. As pessoas completamente protegidas com pelo e outros materiais de proteção e os cães descalços. Pergunto-me se o cão estava a apreciar o passeio.

Observo frequentemente as pessoas e os seus cães. Parecem adotar as personalidades um do outro. Quando é o cão que vai na frente do dono, quem é que está a passear quem?

Porque é que além dos cães, não há outros animais a serem passeados, carregados ou vistos na rua? Parece que, para além dos cães, os outros animais não importam muito, então para quê chatearmo-nos? Livre-se desse porco de estimação, que pode ser mais feliz como costeleta de porco.

Deveria ser iniciada uma campanha para se adotar os Gansos Canadianos como animais de estimação. Devem existir suficientes para serem entregues um a cada pessoa no Canadá. Se todos passearmos um e apanharmos os seus excrementos, os nossos parques e passeios podem finalmente ser utilizados por humanos. Adote o seu ganso e faça a sua parte pelo Canadá. Aqui Ganso, Ganso!

(in english)

Here Kitty, Kitty

Animals play a part in everyone’s daily lives. Weather you love them or hate them, they are a constant presence in companionship, food or as a visual attraction.

Other than food, animals have been adopted as pets for thousands of years. In 2018, Americans spent about 80 million acquiring and caring for pets with 33 billion spent on food alone. Canada represents 10% of this amount. Sixty-eight per cent of the population own a pet. Millennials and Generations Z are the biggest acquirers of pets, spending an average of $80.00 per month, depending on the age of the pet.

What is a pet? A pet is a domesticated animal kept for primarily a person’s company or entertainment. Pets are often considered to have attractive appearance, intelligence and relatable personalities. Two of the most popular pets are cats and dogs but other animals can include rabbits, pigs, rodents, lizards, snakes, fish, etc. The owners of pets generally get a pet for guardianship for both physical and emotional benefits. The global population of the most popular pets are over 220 million cats and 200 million dogs.

On Monday, January 20th, 2020, Mike Sloan of London, Ontario passed away from pancreatic cancer. He decided to take his life to end the pain. His final wish was to ask those around him to give his love to his cat Chubby. Dedication to animals who are companions is not new but as society becomes devoid of personal relationships, people are turning to animals. As much as it may be a sad statement on a society that we need pets to substitute people, it is a reality of life.

A homeless man at the corner of Lakeshore and Jameson begging for quarters was asked to describe his companion dog. He said “My dog is my life and I have no one else. He has beautiful yellow eyes with mascara lines on the sides, his ears are floppy, and the face wrinkled with dropping skin. The paws are huge, and his tail is long. He looks at me with love and I will never leave him to go to a shelter that won’t take him in. My dog suffers with me and we are equals”. Most can’t describe their human companions the same way.

True stories of this nature are pure examples of genuine feelings of man and animal connection and the need for each other. Animals provide an escape where unconditional love is needed. They provide vision to those who can’t see and occupy a place where a human could be.

There are of course detrimental factors in owning a pet. The cost of care and the continuing attention required are factors that prevent many from owning a pet. Many people adopt dangerous and/or exotic pets without thinking about consequences attached to liability if the animals cause injury to others. Irresponsible pet owners should be banned from owning animals which mirror their own aggressive behaviour.

Picking up after your dog using a plastic bag is always a source of amusement. Always wondered where all the poop and plastic go without being recycled. Don’t let Greta know.

Watched this morning people walking their dogs on the ice and snow. People fully protected by fur and others protective gear and the gods barefoot. Wonder if the dog was enjoying the walk.

Often watch people and their dogs. They seem to adopt each other’s personalities. When the dog is in front of the owner who is walking whom?

Why is it that other than dogs, there are no other pets being walked, carried or seen outside? It suggests that other than dogs, the other animals don’t really matter, so why bother? Get rid of that pet pig who might be happier as a pork chop.

A campaign should be started to adopt Canada Geese as pets. There should be enough of them to have one of each person in Canada. If we take a walk with one and clean up after them, our parks and walkways can finally be used by humans. Adopt your goose and do your part for Canada. Here Goose Goosey!

Manuel DaCosta

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW