Desporto

Sporting na ‘final four’ da Taça da Liga, Benfica sai com novo empate

O Sporting é a segunda equipa a apurar-se para a ‘final four’ da Taça da Liga de futebol, com o empate no estádio do Restelo, em dia de mais um empate do já sentenciado Benfica.
Com o 1-1 no campo do Belenenses, o empate do Sporting teve claramente sabor diferente do das ‘águias’, já que lhe permite vencer o grupo B – é certo que com os mesmos cinco pontos que o Marítimo, vencedor do União, por 3-2, mas com um saldo de golos muito mais favorável do que os insulares.
Já o Benfica cumpriu calendário para o grupo A, em casa do virtual primeiro, o Vitória de Setúbal. Chegou a estar a perder por 2-0, mas acabou por compor um pouco a imagem e chegar ao 2-2 – terceiro empate em três jogos, depois do 1-1 com o Sporting de Braga e 2-2 com Portimonense.
Os minhotos, campeões em título, e ‘anfitriões’ da ‘final four’, em janeiro, também tiveram um dia sem pressões – não tinham nada a lucrar na receção ao Portimonense, e 2-2 foi também o resultado na ‘pedreira’ de Braga.
Para o Benfica, já eliminado das competições europeias e da Taça, este foi mesmo o último jogo antes de se focar totalmente no campeonato, em 2018. Uma despedida sem glória da Taça da Liga, num jogo em que se chegou a temer uma derrota ‘pesada’.
Vasco Fernandes, aos 30, e Pedro Pinto, aos 39, fizeram os golos vitorianos, que levaram o Benfica para os balneários em ‘estado de choque’. Nos segundos 45, reagiu a muito desfalcada de titulares equipa ‘encarnada’, que marcou por Seferovic, aos 52, e Rúben Dias, aos 58.
Antes o Portimonense voltou a ‘bater o pé’ a um dos clubes mais fortes, recuperando de um 2-0 em Braga para fechar com 2-2. Wilson Eduardo (06), de regresso após longa paragem por lesão, e Bruno Viana (31) marcaram pelos ‘guerreiros’ e o brasileiro Dener bisou para os algarvios (39 e 79). O Vitória ganha o grupo, com sete pontos, seguido por Benfica, com três, e Portimonense e Sporting de Braga, com dois.
No Restelo, o Sporting sabia que o empate era quase de certeza ‘passaporte’ para a final a quatro, atendendo à vantagem na diferença de golos para o Marítimo, que o podia igualar em pontos, como de facto veio a acontecer.
Acuña adiantou o Sporting, aos 74 minutos, mas volvidos dois minutos Coates foi infeliz e enviou a bola para as suas redes, para o 1-1 final.
À mesma hora, jogava-se no Funchal e sabia-se que o Marítimo ia perdendo, mas acabou por virar o resultado, mas para uma margem demasiado ‘curta’. Everton, aos 12, adiantou o Marítimo e depois marcaram para o União Nduwarugira, aos 16, e Luan, aos 19, este de grande penalidade. O Marítimo só voltou aos golos aos 79, por Rodrigo Pinho, de grande penalidade, com o mesmo jogador a fixar o 3-2 aos 87.
Sporting ganha o grupo B com cinco pontos e o Marítimo é segundo, com cinco pontos também. O Belenenses chega aos três e o União fecha a lista, com um.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER