Desporto

Solidariedade sem fronteiras

As ajudas direcionadas ao combate do novo coronavírus continuam a multiplicar-se um pouco por todo o mundo. Vejamos alguns exemplos mais recentes:

Espanha

Os ex-futebolistas Casillas, Roberto Carlos e Fernando Hierro e os antigos basquetebolistas Pablo Laso ou Romay são alguns dos históricos do Real Madrid que doaram objetos para um leilão solidário para a luta à Covid-19, que acontecerá no dia 24 de abril. Arbeloa, Chendo, Buyo, Karanka, Martin Vasquez, José Luís Llorente ou Iturriaga foram outros dos desportistas emblemáticos do clube espanhol a colaborarem com a iniciativa, que pretende angariar fundos.

As instalações do Camp Nou, estádio do Barcelona, funcionam desde a passada quinta-feira (9) como um ponto de recolha de amostras para um ensaio clínico destinado a comprovar a eficácia de uma combinação de medicamentos limitadora da transmissão da Covid-19.

O Bétis, equipa espanhola na qual atua o internacional português William Carvalho, pôs em marcha, através da Fundação, uma iniciativa para a confeção de batas de proteção, disponibilizando todos os materiais necessários para o efeito. O clube informou ainda que entregou 300 máscaras de proteção à polícia de Sevilha e aos serviços de emergência de saúde, além de 2000 litros de leite na cantina social de uma escola para atender famílias carenciadas do Bairro Torreblanca.

Jogadores do Espanyol doaram dinheiro a ao Hospital de Igualada, em Barcelona, através da Fundação Hospitalar. O dinheiro reunido será utilizado na compra de material de apoio aos profissionais de saúde.

Uma das camisolas que Rafael Nadal utilizou na final de Roland Garros, em 2019, foi leiloada por um valor superior a 20 mil euros. O leilão foi promovido pela Liga espanhola de basquetebol e contou, entre outras coisas, com um par de sapatilhas usadas por Kobe Bryant (licitadas por 6.100 euros), de Paul Gasol (4.550 euros), bem como outras camisolas, troféus e até um ukulele (instrumento de cordas) de um músico. O valor final, de 143 mil euros, foi doado à Cruz Vermelha.

Também o ciclista espanhol Alberto Contador leiloou a bicicleta com que competiu em 2011 nas voltas a Itália e França, para arrecadar fundos para o combate a esta pandemia.

INGLATERRA

A camisola que o antigo futebolista Thierry Henry usou aquando do seu centésimo golo ao serviço do Arsenal foi leiloada por 16 mil libras, cerca de 18 mil euros. A verba angariada vai ser entregue ao serviço nacional de saúde britânico (NHS).

Vários jogadores da Liga inglesa lançaram uma iniciativa, apelidada de #PlayersTogether, com o objetivo de gerar fundos para ajudar o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS).

Já o escocês Andy Murray fez uma doação a um hospital de Cambridge, onde realizou uma radiografia antes da crise da Covid-19, para auxiliar o sistema de saúde do Reino Unido nestes “tempos difíceis”.

PORTUGAL

A equipa de futebol profissional do Paços de Ferreira ofereceu duas impressoras 3D a empresas locais, permitindo duplicar a produção de viseiras de proteção da Covid-19 naquele concelho do norte do país.

Os Super Dragões estão a levar a cabo uma ação de solidariedade que visa ajudar pessoas carenciadas da cidade do Porto – a claque, apoiada por uma carrinha que transporta o slogan “Juntos vamos vencer esta guerra” sai à rua de forma solidária e, em certos locais, formaram-se filas para receber os alimentos.

O Benfica anunciou ter adquirido milhares de equipamentos médicos para doar ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), num esforço conjunto do clube, fundação e futebolistas profissionais – um milhão de máscaras cirúrgicas – 3 camadas – descartáveis, 1,8 milhões de pares de luvas descartáveis, 173.500 máscaras de proteção FFP, 9005 máscaras de proteção FFP2, 2620 óculos de proteção, 2620 fatos de proteção, 778 termómetros infravermelhos e seis ventiladores.

João Félix fez uma doação (vestuário e equipamento de proteção individual) ao Centro Hospitalar Tondela-Viseu – o anúncio foi feito por Cílio Correia, presidente do Conselho de Administração da unidade hospitalar.

Já Fábio Silva vai representar o F. C. Porto no “EA Sports FIFA 20 Stay and Play Cup”, um torneio de FIFA 20 solidário, que se vai jogar entre 15 e 19 de abril – o prémio reverte para a investigação da cura para a Covid-19, mais concretamente da pesquisa para conceber uma vacina que torne a população imune à doença que tem devastado o mundo inteiro. Entre os 20 participantes, estão o Atlético de Madrid, representado por João Félix, o Liverpool, o Real Madrid, o Manchester City e o PSG.

Finalmente, o futebolista internacional português William Carvalho vai financiar, durante três meses, quatro postos de trabalho de funcionárias de um projeto social de oferta diária de refeições a profissionais de saúde – o CCC Café.

COSTA DO MARFIM

O ex-futebolista Didier Drogba propôs às autoridades da Costa do Marfim que o hospital da sua Fundação, em Abidjan, seja um centro de deteção da Covid-19 no país.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW