Desporto

Rio Ave e Benfica perdem os primeiros pontos

Rio Ave e Benfica cederam os primeiros pontos na I Liga portuguesa de futebol, ao empatarem 1-1 em Vila do Conde.

Depois de três vitórias nos três primeiros jogos, Rio Ave e Benfica não foram além de um empate no embate entre líderes, em Vila do Conde, onde os anfitriões se adiantaram no marcador graças a um autogolo de Lisandro López, aos 61 minutos.

Pouco depois, aos 67, Jonas destacou-se do portista Aboubakar na lista de melhores marcadores, ao assinar o quinto tento, na conversão de uma grande penalidade.

Os bracarenses, que somam seis pontos, foram ultrapassados pelo Feirense, que manteve o registo sem derrotas na competição com uma vitória na visita ao Desportivo de Chaves, por 2-0.

A formação de Santa Maria da Feira contabiliza oito pontos, graças aos tentos de Flávio Ramos e Tiago Silva.

Antes, o Tondela conquistou o primeiro triunfo na prova, ao vencer por 3-0 no terreno do Moreirense, com golos de Tomané, Ricardo Costa e do neozelandês Tyler Boyd, num encontro em que o veterano defesa central português voltou a marcar na I Liga, 12 anos depois de ter assinado o seu último golo na prova, em 21 de agosto de 2005.

Desportivo de Chaves e Moreirense continuam sem vencer, tal como Paços de Ferreira, que empatou 0-0 na receção ao Vitória de Guimarães, Vitória de Setúbal, empatou 1-1 na visita ao Belenenses.

Sporting e FC Porto tiraram partido do empate entre Rio Ave e Benfica (1-1) para, vencendo Estoril-Praia (2-1) e Sporting de Braga (1-0), respetivamente, assumirem à quarta jornada a liderança conjunta da I Liga de futebol.

‘Leões’ e ‘dragões’ são os únicos que somam o pleno de vitórias, com um total de 12 pontos – com igual diferença de golos e vantagem para os ‘verde e brancos’ por terem mais um golo marcado -, e dobrada a quarta jornada seguem na liderança, com dois pontos de vantagem sobre Benfica e Rio Ave.

Em Alvalade, os três pontos foram garantidos através de uma decisão do vídeo-árbitro (VAR), que invalidou um golo ao Estoril-Praia, aos 90+4 minutos, e permitiu ao Sporting segurar o triunfo por 2-1 e concretizar o pleno de vitórias na I Liga.

Os golos dos ‘leões’ foram marcados por Gelson Martins, aos quatro minutos, e Bruno Fernandes, aos 11, mas a cinco minutos do final do encontro, aos 85, o Estoril-Praia reduziu para a diferença mínima por Lucas Evangelista, naquele que foi o primeiro golo sofrido pelo Sporting na prova.

Nos descontos, o árbitro Luís Godinho, avisado pelo VAR, anulou um golo ao holandês Bas Dost, por fora de jogo de Piccini, e um outro ao Estoril-Praia, por posição irregular de Pedro Monteiro, numa decisão que nos segundos que demorou a ser tomada ‘gelou’ Alvalade.

Em Braga, uma entrada fulgurante permitiu ao FC Porto chegar à vantagem pelo mexicano Jesus Corona, aos sete minutos, golo que valeria a conquista dos três pontos frente à equipa ‘arsenalista’ e o assalto à liderança partilhada com o Sporting.

O encontro assinalou ainda a extensão para 360 minutos do recorde pessoal sem sofrer golos do guarda-redes espanhol Iker Casillas, naquele que é o seu melhor início de época de sempre, e o regresso à competição de Ricardo, após lesão.

O Boavista alcançou a sua primeira vitória na I Liga ao bater o Desportivo das Aves, por 1-0, no Estádio do Bessa, num jogo de fraca qualidade, mas que permitiu à formação ‘axadrezada’ deixar o último lugar.

O defesa central brasileiro Raphael Rossi, aos 58 minutos, marcou o golo que deu os primeiros três pontos ao Boavista e que acabou por constituir o ponto alto de uma partida pobre e em que os visitantes terminaram com dez unidades, devido à expulsão do avançado Derley, aos 69 minutos.

Com os três pontos conquistados, o Boavista passou a lanterna-vermelha ao Desportivo das Aves, que soma apenas um ponto, tal como o Desportivo de Chaves, e subiu ao 14º posto, à frente de Paços de Ferreira e Moreirense, ambos com dois pontos.

Um golo de Ricardo Valente, no primeiro minuto dos descontos, permitiu ao Marítimo vencer o Portimonense por 2-1, no jogo que fechou a quarta jornada da I Liga de futebol, disputado em Portimão.

Edgar Costa, aos 69 minutos, adiantou os insulares, Jorge Pires, aos 86, parecia ter definido o empate, mas Ricardo Valente, no primeiro dos cinco minutos de descontos concedidos pelo árbitro, anotou o golo do triunfo ‘verde rubro’.

Com esta vitória, o Marítimo ascende isolado ao quinto lugar com nove pontos, enquanto a equipa algarvia fecha a jornada no 14º lugar com três pontos.

 

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER