Modalidades

Varandas não viu ao vivo a vitória do Sporting que garantiu a liderança

O Sporting assumiu esta terça-feira (22) a liderança do campeonato nacional de hóquei em patins, ao receber e vencer a Oliveirense, por 4-3, em jogo da segunda jornada da competição.

Com este triunfo, o Sporting, com um jogo a mais que os restantes adversários, soma agora seis pontos. Já a Oliveirense permanece com os mesmos três com que entrou para esta ronda.

Depois dos incidentes que envolveram a Juve Leo e Diretivo Ultras XXI, que contestaram e insultaram o presidente Frederico Varandas, no passado dia 19, durante o jogo de futsal Sporting-Leões de Porto Salvo (6-1), elementos destas duas claques marcaram presença, embora sem as habituais faixas e estandartes, mas com cachecóis e ‘t-shirts’. Ao contrário da Torcida Verde e Brigadas Ultra Sporting, que eram bem visíveis.

Durante os 50 minutos de jogo, as quatro claques apoiaram a equipa, sem nunca dirigir mensagens à direção presidida por Frederico Varandas, que não marcou presença no encontro. Já o diretor para as modalidades, Miguel Albuquerque, esteve na tribuna presidencial.

Os comandados de Paulo Freitas entraram melhor no encontro com Matías Platero a inaugurar o marcador logo aos dois minutos, numa altura em que a Oliveirense ainda estava a ‘estudar’ os ‘leões’. Contudo, aos sete, Ferran Font ampliou a contagem (2-0) e obrigou os forasteiros a um desconto de tempo para corrigir as marcações.

Aos 17, este jogador, com um remate de fora da área, acabou por assistir Telmo Pinto para o 3-0, dando a ideia que a pista do Pavilhão João Rocha estava ‘inclinada’ tal a pressão que o Sporting colocava sobre a Oliveirense.

Figura de proa do Sporting, o guarda-redes Ângelo Girão voltou a estar em evidência ao defender duas grandes penalidades e dois livres diretos, sendo apenas batido num penálti por Ricardo Barreiros, aos 32 minutos.

Apesar do aumento de rendimento na segunda parte, a Oliveirense foi incapaz de se superiorizar ao Sporting, equipa que, gerindo o avançar do cronómetro, viu Matías Platero ‘bisar’ aos 36 minutos, após assistência de Gonzalo Romero.

A três minutos do final do encontro, tanto a Juve Leo como o diretivo fizeram-se ouvir com cânticos de apoio, numa altura em que o marcador acabaria por sofrer alterações, com dois golos de Jordi Bargalló (47 e 50 minutos). Contudo, os três pontos acabaram por ficar em Alvalade.

As quatro claques acabariam por cantar em uníssono no final do encontro: “nós somos a curva sul”, “até morrer, Sporting allez” e “o Sporting somos nós”.

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close