Modalidades

Dakar 2020: Equipa de Paulo Gonçalves abandona Rali Dakar “em profundo luto”

A Hero, equipa de Paulo Gonçalves, anunciou, esta segunda-feira (13), a sua retirada do Rali Dakar, por os seus elementos estarem em “profundo luto” pela morte “trágica” do piloto português no passado domingo (12), na sequência de uma queda na sétima etapa.

epa08121931 Portuguese motorcyclist Paulo Goncalves in action during stage seven of the Rally Dakar 2020 between Riyadh and Wadi Al-Dawasir in Saudi Arabia, 12 January 2020. The Portuguese veteran motorcyclist has died in a crash during stage seven. EPA/ANDRE PAIN

“Toda a equipa Hero está em profundo luto após a morte trágica do nosso piloto Paulo Gonçalves no domingo. Com um imenso respeito pelo nosso falecido colega, a Hero não vai continuar a sua participação no Rali Dakar de 2020”, pode ler-se numa publicação na conta da marca indiana na rede social Twitter.

O piloto Paulo Gonçalves faleceu no passado domingo (12), aos 40 anos, na sequência de uma queda na sétima etapa da 42.ª edição do Dakar, naquela que era a sua 13.ª participação.

Lesões “graves na cabeça, pescoço e coluna” terão sido a causa da morte do ‘motard’, adiantou fonte da equipa à agência Lusa.

Segundo explicou a organização e foi possível ver nas imagens difundidas pelas televisões, o local onde Paulo Gonçalves morreu era uma reta em que os pilotos seguiam “a alta velocidade”, e em que, segundo o piloto australiano Toby Price (KTM), havia “uma lomba”.

O piloto português foi encontrado “inconsciente e em paragem cardiorrespiratória”. O óbito foi declarado já no hospital de Layla.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

RESERVE O SEU BILHETE

Close
Close