Desporto

MLS arranca com cinco jogadores portugueses à espera de Ibrahimovic

Alexandre Franco
Diretor/Editor

Toronto FC – Columbus Crew
Amanhã, sábado, no pontapé-de-saída da MLS

Principal liga norte-americana de futebol arranca amanhã, sábado, com cinco jogadores lusos nos diferentes plantéis: João Pedro, Pedro Santos, Gerso, Rafael Ramos e João Moutinho.
A 23ª temporada da Liga norte-americana de futebol, a MLS, arranca amanhã, sábado, com o Toronto FC a defender os títulos da época regular e do play-off perante 22 equipas candidatas a suceder aos canadianos. Em 2017, a equipa da Conferência Este, com o italiano Sebastian Giovinco à cabeça, dominou o campeonato ao vencer a época regular e, depois os play-offs, frente ao Seattle Sounders. Este ano, e perante a entrada de uma nova equipa, o Los Angeles FC, a primeira formação canadiana na MLS (juntou-se em 2007) defende o campeonato até 8 de dezembro, final da Taça MLS, com 34 jogos na época regular, dividida em Conferência Este e Oeste.
Com o Mundial’2018 pelo meio, no qual não estará presente a seleção norte-americana, o campeonato pára apenas nove dias em junho, antes do jogo All Star, com os melhores jogadores do campeonato a defrontarem-se entre si, marcado para 1 de agosto.
Ao lado de um plantel que já conta com jogadores como Giovinco ou os norte-americanos Jozy Altidore e Michael Bradley, o técnico Greg Vanney passou ainda a contar com o holandês Gregory van der Wiel para solidificar uma defesa, com o Toronto a assumir-se como o principal candidato em nova temporada.
Segundos em 2017, os Seattle Sounders, de Clint Dempsey, quererão recuperar o título da época regular conquistado em 2014, e dos play-offs, vencido em 2016, enquanto os Los Angeles Galaxy, agora com um vizinho e rival a ter em conta, vão procurar aumentar o recorde de troféus, já tendo vencido cinco. No plantel, liderado pelo duo mexicano Giovanni dos Santos e Jonathan dos Santos, está o português João Pedro, que em 2017 se mudou para o clube proveniente do Vitória de Guimarães e, ao fim de 28 jogos, se prepara para ancorar o meio campo da equipa de Sigi Schmid, que ainda espera a possível chegada do sueco Zlatan Ibrahimovic, que tem sido avançada pela imprensa internacional.
Por fim, o Atlanta United, treinado pelo argentino Gerardo Martino, tem no paraguaio Miguel Almirón uma estrela da competição e um plantel a ter em conta, enquanto as duas equipas de Nova Iorque, o New York City do treinador francês Patrick Vieira e da estrela espanhola David Villa, e o antigo campeão Red Bulls, terão uma palavra a dizer.
Como “designated player” (jogador estrangeiro a receber acima do teto salarial dos clubes) do Columbus Crew, ao lado de Federico Higuaín, irmão do avançado da Juventus, está o português Pedro Santos, ex-Braga, enquanto Gerso (ex-Estoril e Belenenses) integra o plantel do Sporting Kansas City.
No defeso, Rafael Ramos trocou o Orlando City, para onde foi transferido o espanhol Oriol Rosell, ex-Sporting, pelo Chicago Fire, que vendeu o antigo capitão João Meira ao Lérida e é liderado pelo campeão mundial pela Alemanha Bastian Schweinsteiger.
O estreante luso da temporada é João Moutinho, lateral esquerdo que foi a primeira escolha no “draft”, tendo sido escolhido pelos debutantes Los Angeles FC. O jovem de 21 anos, que alinhava no Akron Zips, tem impressionado na pré-época e deve fazer parte do onze do ex-selecionador Bob Bradley, ao lado do mexicano Carlos Vela, a grande contratação do novo clube, que tem o luso-canadiano Marc dos Santos como treinador adjunto.
A MLS arranca amanhã, sábado, com o Toronto FC a receber o Columbus Crew e o New England Revolution a visitar o Philadelphia Union, na Conferência Este, e o Houston Dynamo a defrontar o Atlanta United, na Conferência Oeste.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER