Futebol

Taça da Liga portuguesa

Em tempo de paragem do campeonato de futebol português por participação dos jogadores noutras competições, aproveitamos para dar uma espreitadela à 13ª edição da Taça da Liga portuguesa. Na última edição o grande vencedor foi o Sporting, que, depois de ter derrotado o F.C. Porto na final, arrecadou o segundo troféu consecutivo neste torneio.

Este ano, nos quatro grupos em competição, já assistimos, até agora e no máximo, a duas rondas da fase de grupos.

Vamos então perceber qual o ponto de situação.

Grupo A

Este grupo é composto pelo Sporting de Braga, Marítimo, Paços de Ferreira e Penafiel. O Braga está isolado em primeiro lugar, depois de ter vencido fora, na passada segunda-feira (7), o Penafiel por 1-3. Rui Fonte inaugurou o marcador logo aos 2’ e Pablo Santos (17’) e Ricardo Horta (67’) ampliaram a vantagem. Só Alan Schons marcou pelos penafidelenses, aos 72’.

Marítimo e Paços de Ferreira são segundo e terceiro classificados, respetivamente, depois de terem empatado, no passado sábado (5), em Paços de Ferreira, a uma bola. Golos de Murilo (18’) e Correa (76’).

Grupo B

No grupo B temos tudo empatado, sendo que cada uma das equipas jogou uma partida. Primeiro, o Benfica empatou a zeros, na Luz, com o Vitória SC – seguem em terceiro e quarto, respetivamente. Já no passado sábado (5), Covilhã e Setúbal mediram forças mas não foram além do 1-1 – o golo do Setúbal resultou de um autogolo de Tiago Moreira, aos 36’, e Santiago Silva empatou a partida aos 90+1’.

Grupo C

No grupo C Portimonense e Rio Ave (primeiro e segundo classificados, respetivamente) já disputaram duas partidas: O Rio Ave foi a Alvalade, no passado dia 25 de setembro, vencer o Sporting por duas bolas a uma. Ronan marcou o primeiro para os vilacondenses aos 32’ mas passados três minutos Bruno Fernandes empatou o jogo. Só Lucas Piazón, aos 83’, foi capaz de desfazer a igualdade. No mesmo dia, O Gil Vicente recebeu o Portimonense e acabou derrotado. Hackman abriu as hostilidades aos 45’, Felipe Ruiz empatou aos 56’ e, quando todos pensavam que o jogo iria acabar com esta igualdade Willyan Rocha fez, aos 90+5’ o 2-1. (ver como foi o golo).

No passado sábado (5) Portimonense e Rio Ave enfrentaram-se numa partida que acabou empatada. Bruno Moreira fez o 1-0 aos 32’ e Taremi, aos 48’, colocou o esférico na própria baliza e restabeleceu a igualdade. Partida marcada ainda pela expulsão de Lucas Fernandes aos 82’.

Gil Vicente e Sporting, que apenas jogaram um jogo e, como vimos, saíram derrotados, seguem em terceiro e quarto lugar, respetivamente.

Grupo D

Finalmente, o Grupo D. Aqui competem, por ordem classificativa, Chaves, Porto, Casa Pia e Santa Clara.

O Desportivo de Chaves e o Futebol Clube do Porto têm ambos uma vitória: no dia 25 de setembro, a jogar em casa, o Porto apenas precisou do tento de Diogo Leite, aos 45+2’, para derrotar o Santa Clara. A equipa açoriana viria a sofrer mais uma derrota, desta vez no passado sábado (5), quando se deslocou a Chaves. Wagner, da marca dos onze metros, fez o único golo da partida (51’).

O Casa Pia tem a sua estreia na competição marcada para o dia 16 de novembro, frente ao Chaves.

O Benfica é o grande totalista de vitórias na Taça da Liga: tem sete, conseguidas em 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012, 2013/2014, 2014/2015 e 2015/2016. A primeira edição (2007/2008) foi ganha pelo Vitória de Setúbal. Pelo meio, o Sporting de Braga (2012/2013) e o Moreirense (2016/2017) também ergueram a Taça.

Veremos o que acontecerá este ano. Algum palpite? Será que o vencedor será um estreante? É esperar para ver!


Autor(a): Inês Barbosa
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close