Futebol

Ronaldo sem limitações no primeiro treino de Portugal

Se Cristiano Ronaldo está tocado, isso não se notou no primeiro treino da seleção nacional, na manhã de hoje (12), já que o futebolista da Juventus trabalhou sem limitações aparentes, de acordo com o que foi possível constatar nos primeiros 15 minutos da sessão, abertos à Comunicação Social, que marca o arranque da preparação para os jogos com a Lituânia, quinta-feira (14), no Algarve, e o Luxemburgo, domingo (17) no Grão-Ducado, os dois últimos no Grupo B de qualificação para o Europeu 2020.

Num dos relvados da Cidade do Futebol, o capitão de Portugal fez o aquecimento ao lado dos restantes 23 futebolistas convocados por Fernando Santos, não evidenciando qualquer problema físico nos exercícios com e sem bola. Isto depois de Maurizio Sarri, o treinador da Juventus, ter justificado a substituição do internacional português nos últimos dois jogos da equipa italiana com alegados problemas num dos joelho.

Depois do almoço, a comitiva de Portugal viaja para o Algarve, onde na quinta-feira (14) defronta a Lituânia, sendo que se pode apurar ganhando e caso a Sérvia não bata o Luxemburgo, em Belgrado, nesse mesmo dia. Caso ambos vençam, a seleção nacional precisa de fazer frente em casa dos luxemburgueses o o mesmo resultado que os sérvios na receção à Ucrânia para se apurar para a fase final do Europeu 2020.

Já com a Ucrânia apurada e vencedora do Grupo B, Portugal, campeão europeu em título, precisa de manter o segundo lugar, que ocupa com 11 pontos, mais um que a Sérvia, para garantir a presença na fase final.

Gonçalo Paciência ambicioso

O avançado Gonçalo Paciência foi o escolhido para falar esta manhã de terça-feira (12) aos jornalistas e não escondeu a satisfação por voltar a fazer parte das escolhas de Fernando Santos dois anos depois da única internacionalização que soma, nem o sonho de estar presente na fase final do Europeu.

“É uma satisfação enorme para mim. Estou muito feliz. A seleção nacional é o expoente máximo do que um jogador pode ter. Sinto o meu trabalho recompensado. Estou aqui porque tenho feito golos e jogado bem”, disse Gonçalo Paciência, de 25 anos, que esta época leva já 9 golos em 23 jogos ao serviço do Eintracht Frankfurt, onde tem feito uma boa dupla com André Silva, outro dos eleitos de Fernando Santos.

“Temos que ser todos ambiciosos. Fui criado assim. Está no meu horizonte poder representar sempre Portugal. Esse é o objetivo de todos os jogadores, seja em Portugal, na China ou no Japão. Mas, para já, o mais importante são estes dois jogos, com a Lituânia e o Luxemburgo”, acrescentou, apontando o pai, Domingos, como “um exemplo a seguir” e comentando a situação de Cristiano Ronaldo: “Se está cá, é porque está em condições. Não sou médico. Gostava de ser um dia, mas não sou. Ainda não tive tempo para isso. Ele está a 100% na seleção e isso é mais importante. É o melhor do Mundo”.

Fonte: JN

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close