Futebol

Ronaldinho com a Justiça à perna por crime ambiental

A Justiça brasileira confiscou o passaporte de Ronaldinho e reclama ao ex-futebolista 2,2 milhões de euros, referentes a uma multa por infrações ambientais.

Ronaldo é reconhecido como culpado de ter construído clandestinamente, com a ajuda do irmão, uma casa e uma plataforma de pesca numa reserva ecológica, nas margens do lago Guaiba, em Porto Alegre.

Em 2012, as autoridades brasileiras ordenaram a demolição dos edifícios e impôs à antiga estrela do futebol uma multa por danos ambientais e falta de licença de construção. Contudo, no momento do arresto dos bens e das contas de Ronaldinho e do irmão, as autoridades apenas encontraram o equivalente a seis euros.

Segundo a imprensa brasileira, a Prefeitura de Porto Alegre também reclama ao ex-futebolista 2,3 milhões de euros de taxas prediais e de custos de recolha de detritos.

Fonte: JN


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close