Futebol

Liga Europa: Todos perdem menos Sporting

Sporting dá um passo firme  rumo aos oitavos de final

O Sporting continua imparável nos jogos em casa da Liga Europa. Desta feita bateu o Basekshir, da Turquia, por números confortáveis. O 3-1 alcançado em Alvalade deixa os leões bem encaminhados rumo aos oitavos de final da Liga Europa.
O Sporting entrou com tudo no jogo com o Basekshir e os poucos adeptos nas bancadas só precisaram de esperar três minutos para verem o marcador funcionar. Na sequência de um pontapé de canto apontado por Acuña, a bola ficou a saltar na área e Coates só teve de a empurrar.

Ainda antes da meia hora, a equipa leonina voltou a abanar as redes turcas, numa recarga de Jovane a remate de Sporar ao poste, mas o lance foi analisado pelo VAR, que vislumbrou a posição irregular do esloveno, e acabou por ser anulado.
Ainda antes do intervalo, o Sporting atirou novamente a contar, com Sporar a estrear-se a marcar com a camisola verde e branca, na sequência de um lance em que ficou vincada a boa leitura de jogo de Vietto, bem como a boa técnica de cruzamento de Ristovski.

O leão voltou com fogo dos balneários, para onde foi a vencer por 2-0, e passados seis minutos já tinha alargado a vantagem, desta feita por intermédio de Vietto, que picou a bola por cima do guarda-redes contrário, a passe de Bolasie.

E a eliminatória só não ficou praticamente resolvida em Alvalade porque Luís Neto fez penálti sobre Demba Ba, aos 75 minutos, o que permitiu a Visca reduzir para o Basekshir, batendo dos 11 metros sem hipóteses para Maximiano.
Em suma, o Sporting ficou a dever a si próprio uma goleada e há um dado estatístico que reflete isso mesmo, o dos remates efetuados. Foram 17 para leões e apenas três para a equipa turca. Aos 85 minutos, Bolasie ainda acertou com estrondo na trave.

Em Alvalade estiveram 27.392 espectadores. Agora, os leões jogam com o Boavista, novamente em casa, mas para o campeonato, no domingo (23), e depois viajam até à Turquia, onde vão disputar a segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa na quinta-feira, dia 27.

Benfica perde na Ucrânia e soma quarto jogo consecutivo sem vencer

Depois das derrotas com o F. C. Porto (3-2) e o Braga (1-0), para o campeonato, e o empate com o Famalicão (1-1), na Taça de Portugal, o Benfica foi à Ucrânia perder com o Shakhtar Donetsk, por 2-1, em jogo dos 16 avos de final da Liga Europa.

Alan Patrick inaugurou o marcador para os ucranianos, Pizzi empatou de penálti e, por fim, Kovalenko apontou o golo do triunfo da equipa treinada pelo português Luís Castro.

Ainda assim, o Benfica deixou a eliminatória em aberto para o jogo no Estádio da Luz, dentro de uma semana.
O primeiro tempo terminou sem golos, mas o Shakhtar ainda festejou um, da autoria de Marlos. No entanto, o lance foi analisado pelo VAR, que vislumbrou um fora de jogo milimétrico do avançado e anulou o golo. Os primeiros 45 minutos praticamente só deram Shakhtar, mas o Benfica aguentou-se. O pior veio na segunda parte.

Vlachodimos impediu males maiores, mas também contou com o contributo dos ferros da baliza, nomeadamente ao minuto 51, quando Ismaily acertou num poste. Sol de pouca dura. Cinco minutos volvidos e a equipa de Luís Castro chegou-se à frente, num remate colocado de Alan Patrick.

O tento sofrido parece ter despertado o Benfica, que festejou golo de Tomás Tavares aos 62 minutos. No entanto, o lance foi analisado pelo VAR e percebeu-se que Cervi, que havia assistido o lateral, tinha sido carregado em falta. Por isso, o árbitro apontou para a linha de 11 metros e, de lá, Pizzi não falhou. Foi o 23.º golo do médio, nos 36 jogos oficiais que disputou esta temporada.

O empate seria um resultado promissor para o Benfica, rumo aos oitavos de final da Liga Europa, mas o jogo não estava terminado e os ucraniano aproveitaram um lance infeliz de Rúben Dias para fecharem o marcador, por Kovalenko, quando o cronómetro marcava 72 minutos.

O Benfica volta, agora, a jogar em casa do Gil Vicente, na segunda-feira (24), para o campeonato, recebendo depois a equipa de Luís Castro na quinta-feira seguinte (27) no jogo decisivo da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

Braga desperdiça vantagem de 2-0 e Rangers acaba por vencer

O Braga esteve a vencer (e a convencer), por 2-0, mas o Rangers conseguiu operar a reviravolta no marcador e acabou por vencer por 3-2, na Escócia, em jogo da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.
O Braga entrou forte na partida, apesar da lesão de Wallace, logo aos 10 minutos, que obrigou Rúben Amorim a operar, logo aí, a primeira substituição. Na resposta ao infortúnio, Fransérgio abriu o ativo com um remate do meio da rua, quando o cronómetro marcava 11 minutos.

Esse foi o único golo da primeira parte, mas o médio esteve perto de bisar no arranque da etapa complementar. Valeu ao Rangers a trave da baliza, onde a bola acabou por bater. Mais certeiro esteve Abel Ruiz, que em jogo de estreia pelos arsenalistas aumentou a vantagem, num remate cruzado à entrada da área.

Infelizmente para o Braga, o jogo não acabou nesse minuto 59. E, aos 67, Hagi reduziu para os escoceses. Aribo, aos 75, lançou o primeiro balde de águia fria sobre os bracarenses, ao assinar o empate.
Por fim, aos 82 minutos, Hagi operou a reviravolta no marcador, bisando na partida.

Em estreia como treinador na Liga Europa, Rúben Amorim acabou por sofrer a primeira derrota desde que assumiu o comando técnico do S. C. Braga. De qualquer forma, os arsenalistas trazem do Estádio Ibrox, em Glasgow, um resultado que lhes dá boas esperanças de seguirem em frente para os oitavos de final da Liga Europa.

A equipa minhota volta a jogar no domingo (23), frente ao V. Setúbal, em Braga, para o campeonato. Na quinta-feira seguinte (27), recebe o Rangers para o jogo de todas as decisões, no que diz respeito ao apuramento para os oitavos de final da Liga Europa.

Golo de Luis Díaz deixa eliminatória em aberto para o F.C. Porto

O F. C. Porto esteve a perder por 2-0, na Alemanha, frente ao Bayer Leverkusen, mas o extremo colombiano Luis Díaz conseguiu reduzir, ao minuto 73, deixando os dragões com maiores hipóteses de seguirem em frente para os oitavos de final da Liga Europa.

O F. C. Porto viu-se em desvantagem logo à meia hora de jogo, fruto de um golo de Lucas Alario que, numa primeira fase, foi anulado pelo VAR. Essa decisão foi, logo de seguida, corrigida, e o golo contou mesmo.

Já na segunda parte, Havertz ampliou a vantagem para os alemães. Marchesín defendeu o primeiro penálti, mas o árbitro, avisado pelo VAR, mandou repetir o castigo máximo por o guarda-redes ter dado um passo em frente e, à segunda, a bola só parou no fundo das redes.

Os azuis e brancos não baixaram os braços e, aos 73 minutos, reduziram a vantagem alemã, com Luis Díaz a dar o melhor seguimento, de cabeça, a um livre lateral apontado por Alex Telles que Zé Luís já tinha desviado.
O F. C. Porto consegue, assim, um resultado que lhe deixa com esperanças de seguir em frente para os oitavos de final da Liga Europa.

Primeiro, a equipa de Sérgio Conceição recebe o Portimonense, no Estádio do Dragão, no próximo domingo (23), em jogo da 22.ª jornada do campeonato. Na próxima quinta-feira (27), igualmente no Dragão, joga a segunda mão destes 16 avos de final da Liga Europa, frente ao Bayer Leverkusen.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW