Futebol

Dínamo desligou a energia da máquina encarnada

A máquina de jogar futebol, concebida por Bruno Lage, encravou na Croácia: o Dínamo venceu o Benfica, que dentro de uma semana terá de fazer bem mais para dar a volta à eliminatória e qualificar-se para os quartos-de-final da Liga Europa.

Depois da motivadora vitória no clássico do Dragão, que permitiu a chegada ao comando do campeonato, o Benfica apareceu surpreendentemente passivo neste final de tarde no Estádio Maksimir.
Foi a segunda derrota, em 15 jogos de Lage no comando, mas sobretudo a pior exibição do consulado do novo treinador.

Para este jogo, Lage poupou André Almeida, Samaris, Pizzi e Rafa, lançando Corchia, Florentino, Gedson e Krovinovic.
Perante um Dínamo – dominador absoluto no futebol croata – sólido e bem organizado, os encarnados até entraram bem, dispondo de uma excelente oportunidade logo aos 8 minutos: Félix fez um passe a rasgar e encontrou Grimaldo, que permitiu a defesa a Livakovic.

A partir do quarto de hora de jogo, os croatas mostraram-se sempre mais perigosos, apesar da maior posse de bola da equipa portuguesa. Dani Olmo, nas costas do ponta de lança, e Kadzior eram focos de instabilidade para as águias.

Tudo piorou com cinco minutos terríveis já depois da meia hora de jogo: Seferovic saiu com uma lesão muscular, antes de Rúben Dias cometer uma infantilidade, ao derrubar Olmo na área.
Petkovic cobrou o penálti e fez o 1-0 com que o jogo chegou ao intervalo.

No segundo tempo, um Benfica aparentemente quebrado em termos físicos, mostrou dificuldades em chegar mais à frente com perigo. Lage tratou de mexer antes do adversário. Lançou Rafa e Zivkovic, já depois de, por contingência, ter feito entrar Cervi ainda na primeira parte. A equipa precisava de velocidade, de galgar metros e chegar com perigo ao último terço croata.

Contudo, o perigo surgia sobretudo do lado contrário e, nos momentos finais, o Dínamo esteve mais perto do 2-0 do que o Benfica de empatar.
Valeu Vlachodimos – o melhor em campo dos encarnados – ou o desacerto dos avançados da equipa da casa para não desequilibrar uma eliminatória que continua perfeitamente em aberto.
Esta tarde, em Zagreb, o Dínamo tirou a energia à máquina de jogar futebol de Bruno Lage. A segunda mão, dentro de uma semana, servirá para desfazer as dúvidas que hoje se levantaram. Mas nada melhor do que um regresso à Luz para voltar a ligar este Benfica à corrente.

Krovinovic: “Vamos dar a volta ao resultado”

Declarações do médio do Benfica, Krovinovic, na flash interview da SportTV+, após a derrota frente ao Dínamo Zagreb (2-1), em jogo da Liga Europa:
“Como já disse várias vezes foi um regresso bonito, pena a derrota, mas quinta-feira há mais e vamos dar a volta ao resultado.”

Como se sentiu e o que falhou?
“Foi o primeiro jogo de inicio com o mister Bruno Lage, senti-me muito bem, pena a derrota, na primeira parte controlámos bem o jogo, eles fizeram transições ofensivas rápidas e boas, depois fizemos um penálti em que tivemos azar, na segunda parte foi um jogo aberto para as duas equipas.”

Sente que agarrou a oportunidade?
“Sim, senti que agarrei a oportunidade, estou pronto para os outros jogos, vou dar sempre tudo.”

Falou com o guarda-redes do Dínamo, Livakovic?
“Sim, é um grande amigo, trocámos as camisolas.”

Fonte: MF

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER