Futebol

Adeus Liga Europa

Braga perde frente ao Rangers e diz adeus à Liga Europa

O Braga perdeu (0-1) esta quarta-feira (26), na receção ao Rangers, e disse adeus à Liga Europa. Kent marcou o golo que ditou a eliminação dos minhotos, num jogo em que Matheus defendeu uma grande penalidade.

Depois da derrota (3-2) na Escócia, os minhotos só precisavam de vencer por 1-0 para assegurar um lugar nos oitavos de final da Liga Europa, mas o sonho acabou por cair por terra. Com as bancadas da Pedreira bem compostas os minhotos tiveram o primeiro susto no final da primeira parte. O árbitro assinalou uma grande penalidade a favor dos escoceses após mão na área de Raul Silva, mas Matheus, com uma defesa estupenda, manteve a esperança arsenalista nos oitavos.

O lance manteve viva a esperança dos guerreiros mas, ao minuto 61, Kent gelou o Estádio Municipal de Braga. Após uma perda de bola dos arsenalistas no meio-campo, Hagi lançou Kent que foi mais rápido do que Sequeira e acabou por fazer o golo que ditaria a despedida dos guerreiros do Minho à Liga Europa.

Sporting batido no prolongamento também salta fora da Liga Europa

Tal como Braga e F. C. Porto, também o Sporting está fora da Liga Europa, depois de ter perdido por 4-1, na Turquia, sofrendo o golo decisivo no prolongamento.

Quando o árbitro apitou para o intervalo, o Sporting estava fora da Liga Europa, a perder por 2-0, depois de ter ganho 3-1 em Alvalade. Todavia, na etapa complementar, o Basaksehir, a jogar em casa, deixou-se surpreender pelo poder de salto de Vietto, que cabeceou para o fundo das redes, (re)colocando os leões na rota dos oitavos de final. Em cima do apito final, os turcos empataram a eliminatória e, no prolongamento, deram a machadada final nos leões. No conjunto das duas eliminatórias, o Basaksehir venceu por 5-4.

O jogo esteve repartido até à passagem da meia hora, altura em que o Basaksehir inaugurou o marcador. Max não ficou bem na fotografia. O guarda-redes ainda travou o primeiro remate de Demba Ba, mas deixou a bola jogável. Perante a passividade da defesa leonina, Skrtel, de cabeça, fez a bola passar pelo meio das pernas de Max.
Ainda antes do intervalo, os turcos fizeram o segundo e colocaram um pé nos oitavos de final da Liga Europa. Mérito de Aleksic, que surpreendeu Max num livre direto lateral. O guarda-redes deu um passo em falso para o primeiro poste e a bola foi cair no segundo, num belo golo.

O Sporting recolheu cabisbaixo aos balneário e voltou de lá decidido a chegar-se à frente na eliminatória, o que viria a acontecer aos 68 minutos, quando Vietto, no meio dos centrais, deu o melhor seguimento ao cruzamento teleguiado de Acuña, cabeceando para o fundo das redes.

Quando tudo parecia pronto para o Sporting festejar o apuramento para a próxima fase da Liga Europa, o Basaksehir empatou a eliminatória, aos 90+2, num remate cruzado de Visca. O prolongamento tornou-se realidade.
O balde de água fria veio no último minuto do prolongamento, quando o Basaksehir beneficiou de uma grande penalidade, por falta de Vietto sobre Caiçara. Na conversão do castigo máximo, Visca não perdoou, bisando na partida e tornando-se no herói do apuramento da equipa turca.

Os leões estão agora limitados ao campeonato nacional, onde seguem no quarto posto, a 18 pontos do líder Benfica, a 17 do segundo classificado, F. C. Porto, e a um do terceiro, que é ocupado pelo Braga.
Na próxima jornada, terça-feira (3), o Sporting defronta o Famalicão, fora de casa.

F. C. Porto sem argumentos para o Bayer está fora das provas europeias

Ponto final na carreira europeia do F. C. Porto na presente temporada. Depois da derrota na Alemanha, por 2-1, os dragões voltaram a perder, desta feita no Estádio do Dragão e por 3-1. O golo de Díaz, ainda na primeira mão, acabou por não servir de nada, já que a equipa de Sérgio Conceição não teve arte para combater o poderio do Bayer Leverkusen, somando um desaire de 5-2 no conjunto das duas mãos.

O F. C. Porto até começou por cima do Bayer Leverkusen, mas à passagem do 10.º minuto, no primeiro lance de perigo junto à baliza de Marchesín, os alemães adiantaram-se no marcador, por intermédio de Alario. Demirbay ganhou a bola no corredor central, ultrapassou três portistas e entregou a Alario, que rematou para o fundo das redes. O lance ainda foi ao VAR, devido a possível posição irregular do avançado, mas acabou por ser validado.
Ainda antes da meia hora, nova contrariedade para a equipa de Sérgio Conceição, com Luis Díaz a sofrer uma lesão muscular, entrando Nakajima para o seu lugar. Até ao intervalo, o futebol portista prosseguiu cinzento, mas o marcador não voltou a mexer.

Foi já no segundo tempo que o Bayer Leverkusen colocou o ponto final na eliminatória, quando Demirbay ampliou a vantagem germânica, ao minuto 50, num lance em que fica a ideia de que Marchesín poderia ter feito melhor.
Num fim de tarde para esquecer, o pior para os portistas ainda estava para vir. Ao minuto 58, Havertz sentenciou a eliminatória, num contra-ataque que espelhou bem o desnorte da defesa portista.

A verdade é que, apesar de sentir que a eliminatória, estava perdida, o F. C. Porto não atirou a toalha ao chão e ainda chegou ao golo por intermédio de Marega.

Até ao apito final, os dragões ainda ficaram reduzidos a 10 elementos, fruto da expulsão de Soares, que tinha entrado 20 minutos antes. O atacante deu uma cotovelada num adversário e viu o vermelho direto.

Depois de ter perdido a final da Taça da Liga, os dragões também estão fora da Liga Europa. A equipa de Sérgio Conceição luta, agora, em exclusivo, pelo campeonato e Taça de Portugal. Igualmente certo é que os azuis e brancos já não vão disputar a próxima edição da Supertaça Europeia, que se realizará no Estádio do Dragão.

Na próxima segunda-feira (2), os azuis e brancos defrontam o Santa Clara, nos Açores, em jogo referente à 22.ª jornada da Liga.

Benfica empata em casa e sai da Liga Europa

O Benfica ainda colocou um pé nos oitavos de final da Liga Europa, esta quinta-feira (27), no segundo tempo do jogo com o Shakhtar, quando Rafa fez o 3-1, no Estádio da Luz. No entanto, a equipa ucraniana treinada por Luís Castro mostrou uma tremenda capacidade de reação e empatou a partida (3-3), consumando o “UEXIT” lusitano à Europa do futebol. As provas da UEFA seguem agora sem Benfica, F. C. Porto, Sporting e Braga.

A entrada forte do Benfica na partida foi compensada com o golo inaugural, ainda antes dos primeiros 10 minutos de jogo. Pizzi deixou as águias na frente da eliminatória.

Ainda os adeptos benfiquistas festejavam nas bancadas, quando, três minutos volvidos, o Shakhtar empatou, numa infelicidade de Rúben Dias que, ao tentar cortar a bola, colocou-a no fundo da baliza de Vlachodimos.

O central benfiquista redimiu-se ainda antes do intervalo, num cabeceamento certeiro que empatou a eliminatória, após pontapé de canto executado por Pizzi.

A equipa ucraniana treinada por Luís Castro entrou desconcentrada para a etapa complementar e o Benfica aproveitou para ampliar a vantagem, num golpe de Rafa a passe de Dyego Sousa. O Benfica estava, nesta altura, pela primeira vez na frente da eliminatória.

Os ucranianos voltaram a revelar uma capacidade de reação acima da média e só precisaram de dois minutos para voltarem a colocar um pé nos oitavos de final. O golo de Stepanenko foi apontado de cabeça, na sequência de um pontapé de canto.

A equipa de Bruno Lage precisava, nesse instante, de marcar dois golos e não sofrer nenhum para seguir em frente, mas Alan Patrick empatou a partida e deitou por terra as esperanças encarnadas de continuar em prova.
O Benfica, tal como o F. C. Porto, concentra-se agora, em exclusivo, na luta pelas conquistas do campeonato e da Taça de Portugal. Segunda-feira (2), a equipa de Bruno Lage recebe o Moreirense, em nova jornada da Liga.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER