Desporto

Entrada forte do FC Porto e defesa estorilista a “meter água” explicam reviravolta

Estoril 1 – 3 FC Porto

Bastaram seis minutos ao FC Porto na Amoreira para dar a volta ao 1-0 que trazia da primeira parte frente ao Estoril Praia, da 18ª jornada da I Liga de futebol, vencer por 3-1 e dar passo importante rumo ao título.
Um entrada forte, assertiva e concentrada do FC Porto e uma defesa do Estoril que é o ponto fraco da equipa explicam uma reviravolta tão rápida no resultado de 1-0 favorável aos “canarinhos”que se registava ao intervalo do jogo disputado a 15 de janeiro passado, suspenso nessa altura devido a problemas de segurança relacionados com a bancada norte do estádio estorilista.
Aguardavam-se grandes dificuldades para o FC Porto virar em apenas 45 minutos o resultado negativo que trazia, mas na prática não foi assim e quando o primeiro golo de Alex Telles surgiu, aos 53 minutos, na execução de um livre para a área que entrou diretamente na baliza, sem que ninguém tocasse na bola, já a equipa portista estivera perto do 1-1, aos 49, evitado pelo guarda-redes Renan Ribeiro a parar um remate de Herrera.
Feito o empate, o FC Porto só precisou de mais seis minutos para fazer o segundo golo, aos 59, na sequência de uma desmarcação de Marega, cujo remate foi sacudido pelo guarda-redes, sobrando para a recarga de Sérgio Oliveira, mas seria Soares a desviar a bola para o fundo das redes, junto ao poste mais distante.
A vulnerabilidade da defesa estorilista ficou patente muito cedo, quiçá pelo facto de apenas um jogador do quarteto defensivo, Halliche, ser atualmente titular, tendo o restante trio – Fernando Fonseca, Dankler e Ailton – ficado de fora, o primeiro por ser emprestado pelo FC Porto e os outros por não estarem inscritos a 15 de janeiro.
A verdade é que a defesa do Estoril nunca acertou com as marcações aos avançados e médios do FC Porto por deficiente posicionamento e pagou caro por isso, independentemente do mérito da equipa portista que trazia a lição bem estudada e encarou esta segunda parte com o espírito competitivo que se exigia.
A verdade é que o FC Porto assumiu a iniciativa de jogo, teve-o sempre sob controlo e foi sem surpresa que Soares bisou aos 67 minutos após um cruzamento de Maxi Pereira, a que Corona correspondeu com mais um remate rechaçado por Renan Ribeiro, com Soares, oportuno, a encostar para o terceiro golo.
Só depois deste golo é que o FC Porto aliviou o “pé do acelerador”, sem nunca, todavia, perder o controlo da partida, o que permitiu ao Estoril, finalmente, gizar algumas jogadas no meio-campo portista e chegar à área de Iker Casillas, que foi praticamente mero espetador na partida. Basta referir que o guarda-redes espanhol fez uma única defesa, aos 88 minutos, a sacudir com o pé um remate de Victor Andrade, e que, além deste lance, o Estoril só criou outro de relativo perigo quando Haliche, aos 85 minutos, cabeceou ao lado do poste.
Com esta vitória, o FC Porto reforça a liderança e aumenta para cinco pontos a vantagem sobre os seus diretos rivais, Benfica e Sporting.

Jogo realizado no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.
Estoril Praia – FC Porto, 1-3.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores:
1-0, Eduardo Teixeira, 17 minutos.
1-1, Alex Telles, 53.
2-1, Soares, 59.
3-1, Soares, 67.
Equipas: – Estoril Praia: Renan Ribeiro, Mano, Halliche, Pedro Monteiro, Abner, Pêpê, Kyriakou (Matheus Índio, 70), Victor Andrade, Lucas Evangelista, Allano e Eduardo Teixeira.
(Suplentes: Moreira, Lucão, Duarte Valente, Matheus índio e Jorman Aguilar).
Treinador: Ivo Vieira.
– FC Porto: Iker Casillas, Maxi Pereira, Marcano, Felipe, Alex Telles (Diogo Dalot, 58), Herrera, Sérgio Oliveira, Corona (Hernâni, 77), Brahimi (André André, 87), Marega e Soares.
(Suplentes: Vaná, Hernâni, Oliver Torres, André André, Otávio e Diogo Dalot).
Treinador: Sérgio Conceição.
Árbitro: Vasco Santos (AF Porto).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Victor Andrade (70), Brahimi (70) e Hernâni (90+1).
Assistência: cerca de 5.000 espetadores.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER