Desporto

Conceição e o jogo com o Estoril: “Quero ganhar dentro das quatro linhas”

Treinador quer dar a resposta em campo, nos 45 minutos que faltam, mas lembra que o clube «saberá tratar» as questões dos regulamentos
Sérgio Conceição falou esta sexta-feira sobre o adiamento da segunda parte do jogo com o Estoril devido à falta de condições de uma bancada, dizendo que a equipa queria ter jogado na segunda-feira e que é em campo que quer vencer o jogo, embora lembre que «há regulamentos que são para serem cumpridos».
«Nós treinadores e jogadores temos sempre vontade de jogar, ganhar o jogo, e dar a volta à situação. Queríamos muito ter entrado em campo. Mas há regras e regulamentos que temos que respeitar e não havia, pelos vistos, segurança ideal. Mais importante do que futebol são as pessoas», disse o técnico na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Tondela.
«A partir do momento em que soubemos tínhamos que respeitar. Eu vou preparar a minha equipa para ganhar nos 45 minutos que nos faltam disputar», frisou, não fechando contudo a porta a uma derrota estorilista por via dos regulamentos. Recorde-se que o artigo 94 prevê a punição do clube visitado com derrota caso lhe seja imputada responsabilidade pelos problemas de segurança ocorridos no recinto desportivo.

«Eu não sei nada de regulamentos. Sei que existem, e se existem são para serem cumpridos porque só assim é que a verdade desportiva vem ao de cima, mas essas questões o clube saberá tratar», disse, frisando: «Como treinador quero ganhar dentro das quatro linhas e dar uma resposta diferente do que foram os primeiros 45 minutos. Depois, temos todos o direito de ter a verdade desportiva».

«Acho que isto tem que se resolver o mais rapidamente possível», adiantou o treinador, lembrando que o FC Porto entra a perder 1-0, o que o deixa «com uma azia dos diabos». «Temos que fazer no mínimo dois golos para vencer o jogo», desvalorizando a possibilidade de poder vir a contar com Brahimi, pois poderá haver outras lesões até à data do jogo e o Estoril também poderá recuperar os sete lesionados que tinha.
E ainda sobre o tema, garantiu que não lhe compete escolher ou ter preferência sobre uma vitória no campo ou na secretaria: «Não tenho de escolher. Trabalho a equipa para ganhar no campo, depois haverá regulamentos e regras para cumprir. Só isto. O ataque do Sporting por não jogarmos no dia seguinte? Não tenho de comentar.»
Sérgio Conceição garantiu que a preparação do jogo com o Tondela «foi feita exatamente da mesma forma» e que a situação de segunda-feira, embora «diferente do habitual», «não interferiu em nada na preparação do jogo».
«Esperamos um jogo difícil perante uma equipa que nos últimos dois resultados fora conseguiu manter a sua baliza a zero, isso e importante e demonstrativo da qualidade defensiva do Tondela. Vamos ter que assumir a responsabilidade de desbloquear e fazer golos», projetou.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER