Desporto

Clubes da “final four” da Taça da Liga já tiveram 45 casos de covid-19

Clubes da "final four" da Taça da Liga-portugal-mileniostadium
A Taça da Liga, conquistada pelo Sporting Clube de Braga no dia 25 de janeiro, está desde hoje em exposição no centro comercial Braga Parque. Cinco jogadores do clube marcaram presença e estiveram disponíveis para autógrafos.
Taça da Liga conquistada pelo SC Braga. (Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens)

 

Os números da covid-19 em Portugal continuam com níveis preocupantes e nem as bolhas sanitárias dos clubes profissionais conseguem escapar às infeções. Foi em dezembro que os casos dispararam, com os encarnados a serem as maiores vítimas da doença que obrigou o mundo a parar.

Considerando os casos que foram tornados públicos – muitas vezes os clubes optam por não informar a identidade dos infetados – F. C. Porto, Benfica, Braga e Sporting já tiveram, só em jogadores, 45 casos de infeção por covid-19. Os encarnados foram os mais afetados, com 16 no total.

F. C. Porto

Os azuis e brancos, que esta terça-feira defrontam o Sporting, têm neste momento quatro jogadores infetados que não podem ir a jogo em Leiria: Otávio, que já falhou o clássico com o Benfica, Sérgio Oliveira, Evanílson e Luis Díaz. Além destes quatro, também Cláudio Ramos, Carraça, Manafá, Meixedo, Fábio Vieira e Loum já testaram positivo para o novo coronavírus. Foram dez casos no total.

Benfica

Os encarnados foram aqueles que mais casos de covid-19 registaram no plantel. Ao todo, já houve 16 jogadores infetados: Svilar, Darwin, Weigl, Taarabt, Pizzi, Gabriel, Cervi, João Ferreira, Jardel, Gonçalo Ramos e Seferovic, já recuperados, bem como Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves, Waldschmidt, anunciados esta terça-feira. Antes de assinar pelo Benfica, Todibo também esteve infetado.

Braga

Os minhotos também sofreram um pequeno surto de covid-19, ainda que agora não tenham qualquer caso ativo no plantel. Bruno Viana, Tormena, David Carmo e André Castro foram os mais recentes. Também Fransérgio já esteve infetado, o que faz um total de cinco casos.

Sporting

Além do treinador Ruben Amorim, nos leões, 14 jogadores já testaram positivo à covid-19: Borja, Rodrigo Fernandes, Nuno Santos, Renan, Gonçalo Inácio, Pedro Gonçalves, Luís Maximiano, Eduardo Quaresma, João Palhinha, Gonzalo Plata, Luís Neto, Tabata, Nuno Mendes e Sporar.

Os dois últimos estão no epicentro de um conflito entre leões e dragões, uma vez que acabaram por ser convocados para o jogo com o F. C. Porto, dado que João Pedro Araújo, diretor do Departamento Clínico do Sporting, explicou que os testes do defesa esquerdo e do avançado foram “falsos positivos”.

Vírus ameaça Taça da Liga

As meias-finais da Taça da Liga estão aí, mas a competição está envolta em polémica, tudo por causa da covid-19. O F. C. Porto acusou o Sporting de querer cometer “um crime público” e o Benfica anunciou mais 17 infetados, não se sabendo ainda se vai a jogo ou não.

Relativamente ao clássico desta terça-feira, a polémica estalou quando o Sporting informou que Nuno Mendes e Sporar, que tinham testado positivo na semana passada, iam a jogo depois de dois testes que nada mais eram do que “falsos positivos”. O F. C. Porto reagiu e acusou os leões de estarem a cometer um “crime público”.

No que diz respeito ao duelo entre o Braga e o Benfica, este poderá estar em risco. Os encarnados anunciaram mais 17 casos de infeção por covid-19, entre jogadores e staff. O presidente do clube, Luís Filipe Vieira, também está na lista, assim como Luisão.

Os encarnados pediram à Direção-Geral de Saúde uma decisão sobre possibilidade de continuar a competir e as autoridades de saúde rejeitaram a responsabilidade e passaram a decisão ao clube.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER