Desporto

Assessor do Benfica detido por suspeitas de corrupção

Paulo Gonçalves é suspeito de ter subornado funcionários judiciais para obter informações sobre processos. O assessor jurídico do Benfica foi detido esta terça-feira por suspeitas de corrupção. Segundo fonte da PJ foi detido o assessor e um funcionário judicial mas outras pessoas deverão ser constituídas arguidas.

As detenções estão relacionada com a passagem de informação sigilosa para o Benfica por funcionários de vários organismos da justiça. A PJ realizou buscas no Estádio da Luz durante todo o dia.

Segundo a SIC Notícias, Paulo Gonçalves foi entretanto remetido às instalações da PJ, onde vai passar a noite, devendo ser submetido a interrogatório na quarta-feira.

Entretanto, a PJ confirma em comunicado a detenção de dois homens, sem referir os nomes, “pela presumível prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, acesso ilegítimo, violação de segredo de justiça, falsidade informática e favorecimento pessoal”.

A operação, intitulada “e-toupeira”, “envolveu cerca de 50 elementos da Polícia Judiciária, um juiz de instrução criminal e dois magistrados do Ministério Público” e implicou a realização de “30 buscas nas áreas do Porto, Fafe, Guimarães, Santarém e Lisboa que levaram à apreensão de relevantes elementos probatórios”.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER