Ana Bailão é candidata ao ward 16

Views: 218
Joana Leal

na Bailão é candidata ao ward 16. A candidatura foi registada terça-feira (1) e a candidata compromete-se a criar “uma comunidade mais justa, vibrante e acessível”.
O novo bairro criado com a redefinição das fronteiras da cidade passa a ser a área com maior representação portuguesa de Toronto – cerca de 25% – e as eleições podem vir a ser renhidas.

Em declarações ao Milénio Stadium, Bailão explica que nos dois últimos mandatos construiu, no ward 18, novos parques, centros comunitários e projectos de revitalização local. “Criámos espaços de trabalho inovadores de que são exemplo os espaços na Sterling Rd. E Wade Ave. e construímos uma rede de percursos pedestres com projetos como o West Toronto Railpath, o Green Line e o Guideway”, refere.

Em 2014 Ana Bailão foi escolhida para liderar a agenda da habitação em Toronto e em 2017 foi nomeada vice-presidente da Câmara Municipal de Toronto. Foi a primeira vez que um luso-canadiano chegou a estas funções na autarquia da cidade.

Na Câmara tem lutado por salários mais justos e por casas mais acessíveis. Bailão garante ter uma “visão humana, social e focada na comunidade para a cidade” e não está preocupada com a alteração das fronteiras dos diversos wards. “O novo ward 16 inclui alguns dos bairros que tive o orgulho de representar nos últimos oito anos bem como outros que pretendo servir pela primeira vez”, avança.

Bailão reitera que Davenport é a sua casa e cita o pai que defende que “progresso é opcional mas a mudança é inevitável”. Bailão apela ao voto e relembra a importância da representatividade política. “Os luso-canadianos precisam de estar representados na Câmara. Nós somos uma cidade multicultural, 50% da nossa população nasceu fora da cidade e os órgãos governativos devem representá-la”, recorda.

Dezenas de apoiantes passaram na terça-feira ao final da tarde pelo Burdock Bottle Shop, na Bloor Street West e fizeram questão de demonstrar o seu apoio à candidatura de Ana Bailão.

Ricardo Viveiros, residente e proprietário de uma empresa no Corso Itália, está optimista com esta recandidatura. “Ela fez muito pelos residentes no seu ward. Tem um percurso de resultados concretos e precisamos da sua energia, compromisso e liderança”, afirma.

Ana Fernandes-Iria reside numa das novas áreas do ward 16 e não tem dúvidas que Bailão vai vencer as eleições. “Ela é uma mulher muito determinada, acho que o César Palácio não tem hipóteses. Davenport precisa de uma líder como ela”, adianta.

Jorge Costa diz que Bailão têm sido uma peça fundamental na construção da comunidade. “A Ana é uma lutadora e tem feito muito pela comunidade LGBTQ2. O César Palácio é homofóbico e nunca está disponível para ouvir os problemas dos habitantes. Eu vivo há quatro anos na área dele e no meu prédio há tráfico de droga, armas e descriminação”, refere.

As eleições são a 22 de outubro e até ao fecho desta edição Ana Bailão era a única candidata ao ward 16.

Comments: 0

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.