Canadá

Ontário quer fazer 13.000 testes diários

Ontario

O Premier de Ontário diz que a província está a correr contra o relógio para abastecer as instituições com PPE.  A província encomendou três milhões de máscaras a uma empresa americana, a 3M, mas só 500.000 é que foram enviadas. Ford diz que o PPE vai aliviar o serviço público de saúde por mais uma semana.

O primeiro-ministro de Ontário, Doug Ford, chega para recolher uma carga de máscaras de nível 3 da ASTM, fabricadas pelo The Woodbridge Group em Woodbridge, Ontário, no dia 7 de abril – Crédito: THE STAR

O Premier diz que a questão dos PPE lhe tem tirado o sono e manifestou-se satisfeito com a aprovação das máscaras N96. A Health Canada aprovou o novo modelo de máscaras feitas em Ontário pelo Woodbridge Group em Mississauga e os primeiros foram conhecidos na terça-feira (7).

O ministro da Educação de Ontário anunciou que os pais já podem submeter as candidaturas para receberem $200 por cada criança e $250 no caso de terem filhos com necessidades especiais. A ministra da Saúde admitiu que o Telehealth Ontario está congestionado e sugeriu que as pessoas liguem antes para o seu médico de família.

As escolas em Ontário continuam encerradas, mas as aulas vão continuar.  Com o novo modelo de ensino, o ministro da Educação explica que os alunos precisam de ser mais independentes e vão ser orientados pelos pais. Lecce reconhece que o e-learning “não é perfeito”, mas pelo menos dá aos alunos a possibilidade de continuarem a aprender.

O presidente da Câmara Municipal de Toronto diz que as pessoas parecem estar finalmente a perceber a mensagem sobre a importância do distanciamento físico depois de semanas de avisos e recomendações. Em declarações à CP24,  John Tory informou que os polícias e os fiscais vão circular em áreas estratégicas da cidade para se certificarem que a nova lei de dois metros de distância é posta em prática. O Bluffers Park, o High Park e o Waterfront são três das localizações onde as autoridades reforçaram o policiamento e quem violar as novas regras arrisca-se a uma multa de $1,000.

O Premier de Ontário anunciou terça-feira (7) que a província criou um portal online onde pessoas com formação em medicina podem inscrever-se para ajudar os profissionais de saúde no terreno. A ministra da saúde clarifica que toda a ajuda é bem-vinda, desde reformados e estudantes até pessoas com formação internacional.

As bibliotecas públicas de Toronto vão ser transformadas em bancos alimentares. Ao todo deverão ser 10 bancos que vão poder receber doações em toda a cidade. Tory adiantou que o grupo de retalho Sobeys doou mais de 7.000 caixas de alimentos, o Loblaw disponibilizou $30.000 para comprarem comida a crédito e a Kraft Heinz Canada deu mais de 3.600 caixas de comida para bebé.

Desde quarta-feira (8) que o Go Transit reduziu o serviço de comboios e autocarros. A medida deve-se à redução do número de passageiros devido à pandemia. Num comunicado de imprensa a empresa torna público que o número de passageiros caiu cerca de 90%, desde que autoridades médicas recomendam à população que fique em casa para diminuir os riscos de contágio.

As ligações mínimas vão ser mantidas para assegurar que os trabalhadores essenciais conseguem deslocar-se todos os dias e o serviço de UP Express já está a operar com um horário reduzido a cada meia hora.

O Premier de Ontário, Doug Ford, criticou o número “inaceitável” de testes diários de COVID-19 que estão a ser feitos na província e disse que está farto de desculpas e que quer soluções. “O nosso número de testes diários é inaceitável, temos que fazer mais testes, sobretudo nos trabalhadores essenciais e nos lares de idosos”, reconheceu.

A ministra da Saúde garantiu que atualmente os laboratórios têm capacidade para fazer 13,000 testes diários, mas informou que o reagente químico essencial para fazer os testes estava em falta.

Ford comunicou também que espera que 40% das 500.000 máscaras que chegaram na quarta-feira (8) ao país sejam distribuídas por Ontário, onde reside 40% da população do país, e disse que os supermercados vão estar encerrados na sexta-feira e no sábado para que os trabalhadores possam descansar.

O horário dos trabalhadores da construção civil em projetos de saúde essenciais vai ser estendido 24 horas por dia, sete dias por semana para garantir que as infraestruturas estão prontas para ajudar os profissionais de saúde no combate ao novo vírus.

Ontário confirmou quarta-feira (8) 550 novos casos de COVID-19 – é o maior aumento num único dia desde o início do surto que coloca o número total de casos da província em 5, 276.

Desde a semana passada que o número de testes de COVID-19 concluídos em Ontário tem vindo a diminuir constantemente. Os dados divulgados pela ministra da Saúde mostram que apenas 2.568 novos resultados foram fornecidos na terça-feira (7), o que representa quase metade da meta diária de 5.000 que o Governo prometeu alcançar no final de março e muito aquém dos 19.000 testes diários prometidos para a terceira semana de abril.

Para combater melhor a disseminação da COVID-19, os especialistas em saúde pública e epidemiologia dizem que Ontário precisa de testar mais e não menos. “Estou um pouco preocupado que não tenhamos uma boa noção do que está a acontecer com esta epidemia agora”, disse o Dr. Jeff Kwog, professor de saúde pública e de medicina familiar da Universidade de Toronto, à CBC. Ontário está a testar uma percentagem menor da sua população do que qualquer outra província no Canadá. O Quebec, a Colúmbia Britânica e Alberta estão a testar o dobro da taxa da província.

|Toronto vai devolver mais de 60.000 máscaras cirúrgicas defeituosas que foram distribuídas aos trabalhadores em lares de idosos no final de março. A informação foi divulgada terça-feira  (7) quando as autoridades da cidade anunciaram mais 10 mortes em Toronto devido à COVID-19, um aumento de mais de 30% em relação a segunda-feira (6).

Os funcionários queixavam-se que as máscaras se rasgavam facilmente e a autarquia determinou agora que o equipamento não atende aos padrões de segurança. As máscaras custaram $200,000 e tinham sido distribuídas por três lares com casos confirmados de COVID-19: Seven Oaks, Kipling Acres and Lakeshore Lodge.

O presidente da Câmara Municipal de Toronto diz que o descarte de luvas de borracha e máscaras no chão não é apenas “tonto”, mas “arriscado” e lembrou aos moradores que quem não colocar este material no caixote do lixo arrisca-se a uma multa de $500.

Outro dos assuntos que mereceu a atenção do autarca foi a acumulação de itens junto aos depósitos onde as pessoas podem doar roupa. A autarquia já procedeu à recolha destes itens e espera que as pessoas tenham bom senso.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW