Canadá

FMI prevê que a economia canadiana vá sofrer contração de 6,2%

O Canadá está a construir a sua própria cadeia de abastecimento de PPE na China. Um avião da Cargojet aterrou em Hamilton no passado sábado (11) com milhões de máscaras N95 que vão ser importantes no combate à pandemia.

A terceira entrega de PEE faz parte do plano criado pelo Canadá com a ajuda de diplomatas e consultores na China, um armazém em Xangai e duas das companhias aéreas do Canadá. A escassez de equipamento de proteção obrigou o Canadá a criar o seu próprio plano e recentemente a Deputy Prime Minister Chrystia Freeland disse aos jornalistas que comprar PPE agora “é realmente um faroeste”.

Uma empresa de Otava disse que a Health Canada aprovou a sua nova tecnologia que vai permitir expandir a capacidade de testes de COVID-19 a nível nacional. Os testes começaram a ser distribuídos na segunda-feira (13) e vão poder ser utilizados em aeroportos, nas fronteiras e em comunidades remotas. A Spartan Bioscience foi uma das empresas que recebeu fundos federais, anunciados em meados de março, para ajudar na luta contra o novo vírus. A empresa deixou de fabricar kits portáteis de testes de DNA para trabalhar criar testes rápidos para o COVID-19.

Biólogos e voluntários em reabilitação da vida selvagem estão a ser avisados para não lidar com morcegos durante a pandemia da COVID-19. Embora existam poucas hipóteses de um biólogo infetado passar o novo vírus para um morcego, a Canadian Cooperative Wildlife Health defende que se tal viesse a acontecer o resultado seria desastroso porque milhões de morcegos norte-americanos poderiam tornar-se hospedeiros do vírus, tal como aconteceu com os morcegos asiáticos.

Os pequenos empresários dizem que em vez de empréstimos de emergência, o Governo Federal precisa de criar um programa de alívio de arrendamento comercial. A ideia é defendida pelo Save Small Businesses (SSB), um grupo de empresários canadianos criado em março e que representa cerca de 30,000 empresas. John Shell, fundador do SSB, diz à CBC que é “injusto fechar negócios locais e pedir que eles façam um empréstimo para pagar todas as despesas”.

O Quebec está a preparar-se para abrir em maio algumas empresas. O ministro da Economia do Quebec reconhece que “vai ser um novo mundo” e admite que o comportamento do consumidor vai mudar, tal como a atitude dos governos do mundo inteiro. Fitzgibbon explica que o aumento do endividamento dos países devido às medidas de assistência financeira a famílias e empresas vai “aumentar o protecionismo”.

O FMI (Fundo Monetário Internacional) prevê que a economia canadiana vá sofrer este ano uma contração de 6,2%. O FMI estima ainda que em 2020, devido à COVID-19, a economia mundial vai enfrentar o pior ano desde a Grande Depressão de 1929, com uma quebra de 3%. Nos EUA a previsão é de uma quebra de 5,9%; na Europa 7,5% e em Portugal 8%.

Quase seis milhões de pessoas candidataram-se aos fundos de assistência financeira da COVID-19. Números do Ministério do Emprego mostram que mais da metade (3,5 milhões) avançou com uma candidatura ao CERB (Canadian Emergency Response Benefit) desde que abriu a 6 de abril.
O número total de quase seis milhões inclui aqueles que se inscreveram através do processo de subsídio de desemprego (EI) e, até agora, quase 5,4 milhões desses seis milhões de pedidos de ajuda já foram processados.
O banco central do Canadá está a pedir aos retalhistas que continuem a aceitar dinheiro como forma de pagamento. A instituição financeira defende que “recusar o pagamento em dinheiro vai dificultar a vida àqueles que não têm outra forma de pagar”.

O Governo Federal disponibilizou um pacote de $50 milhões para ajudar agricultores e produtores de peixe que estão a recorrer a trabalhadores estrangeiros temporários durante a pandemia. Os empregadores vão poder receber até $1,500 por cada trabalhador para ajudar a cobrir os custos do cumprimento de uma quarentena obrigatória de duas semanas após a sua chegada ao Canadá.

O Premier de Alberta não vai esperar que a Health Canada aprove medicamentos, vacinas ou testes se outros países já os tiverem aprovado. Kenney assegura que confia na Health Canada, mas não vai deixar que a burocracia atrapalhe numa resposta rápida contra a COVID-19.

Os critérios do CERB são agora mais flexíveis e o fundo vai apoiar também trabalhadores sazonais e pessoas que ficaram recentemente sem subsídio de desemprego. O PM Justin Trudeau diz que ainda é cedo para reabrir empresas e que não podemos colocar em causa o esforço que foi feito até agora.

Os políticos eleitos devem apoiar-se fortemente em evidências científicas e conselhos de médicos para manter a confiança dos canadianos durante a pandemia da COVID-19. Esta é a conclusão de um estudo de opinião pública conduzido pela Universidade de York que foi divulgado esta semana. Segundo este estudo, 82% dos canadianos acreditam que as evidências científicas devem influenciar as decisões do Governo, enquanto que 78% disseram que os conselhos dos médicos devem ser fortemente considerados.

Uma investigação da CBC revela que o Governo canadiano colocou no lixo dois milhões de máscaras N95 e 440 mil luvas médicas quando fechou no ano passado um armazém de stock de emergência em Regina, Saskatchewan. A Public Health Agency of Canada explica que o material foi comprado em 2009 e que a validade deste tipo de equipamento é de cinco anos, o que significa que o PPE expirou em 2014.

A pandemia continua a afetar a indústria da aviação e esta semana a Westjet avançou com lay-off a 1,700 pilotos. O Canadá ultrapassou, esta semana, a barreira dos 1000 mortos por Covid-19. Na quinta-feira (16) o Quebec registava 487 mortes; Ontário 445; Columbia Britânica 75 e Alberta 48.

O Canadá diz que há motivos para um “otimismo cauteloso” de que a propagação da epidemia da COVID-19 está a diminuir, disse a principal médica do Canadá esta semana. Theresa Tam informa que existem evidências de que a pandemia está a desacelerar no país porque os casos agora duplicam a cada 10 dias e não a cada três dias como acontecia em março.

Agora as pequenas e as grandes empresas também vão poder beneficiar de empréstimos sem juros. O Governo já tinha anunciado empréstimos de $40,000 sem juros para empresas com payrolls no valor de $50,000, mas agora as que tiverem payrolls no valor de $20,000 ou até de $1,5 milhões também vão poder beneficiar deste apoio. Trudeau também anunciou que vai ajudar os pequenos empresários com o pagamento da renda de abril, maio e junho, uma medida que terá de ser posta em prática com os Premier’s porque o alugamento é uma questão provincial.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW